16 de novembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Eleições
07/08/2018 | 06h00
Qualidade da aliança é mais importante que quantidade, diz Lúcia
Já a aliança em torno de Ronaldo Caiado (DEM), que conta com 13 siglas, representa apenas o terceiro maior tempo, muito próximo ao conseguido pelo PT, já que parte das legendas

A coligação do governador José Eliton (PSDB), mesmo sendo a menor comandada por tucanos das últimas eleições (11 partidos), garante o maior tempo de propaganda no Rádio e na TV, que começa no dia 31 deste mês. Já a aliança em torno de Ronaldo Caiado (DEM), que conta com 13 siglas, representa apenas o terceiro maior tempo, muito próximo ao conseguido pelo PT, já que parte das legendas sequer acrescenta segundos ao bloco. Ainda na oposição, o segundo lugar no tamanho das propagandas ficou com Daniel Vilela (MDB), com quatro partidos. “Isso é relativo. O que se precisa em uma aliança é de militantes e os partidos aliados ao governo têm um número expressivo e a convenção mostrou isso. Além disso, os partidos da base são muito fortes e estruturados, com apoio popular. Sobre a oposição, é preciso avaliar não a quantidade, mas a qualidade”, afirma a senadora Lúcia Vânia (PSB). Questionada pela Xadrez sobre a viabilidade de José Eliton como candidato, Lúcia aponta que “a base está se estruturando para competir e chegar à vitória”.

À disputa

Nenhum dos partidos médios da base aliada a José Eliton (PTB, PSD, PSB, PPS e PR) aceitava fazer chapão para deputado estadual com o PSDB. No fim, a ata tucana publicada ontem pelo TRE registra união entre PSDB, PSB e PPS.

Frustração

A senadora Lúcia Vânia comanda na prática as duas siglas e defendia até a noite de domingo chapa com outros partidos do mesmo tamanho, possivelmente com o PTB. A pressão palaciana foi mais forte.

‘Surto de construção’

O candidato do MDB à presidência da República, Henrique Meirelles, prometeu ontem  “o maior surto de construção da história do País e um dos maiores do mundo”, durante o evento Coalizão para a Construção, que sabatinou cinco candidatos ao posto. Ele defendeu um amplo programa de investimento em infraestrutura urbana e de longa distância, como parte do programa Brasil mais Integrado, lançado na convenção do partido. A execução desse programa estaria atrelada ao ajuste macroeconômico, segundo explicou o anapolino. “Não há condições de o setor público investir sem crescimento da economia e sem aumento da arrecadação”. O ex-ministro da Fazenda falou em destinar R$ 80 bilhões para concluir as mais de 7.000 obras que se encontram hoje paralisadas. Os critérios para priorização serão as que proporcionam maior retorno social e as com maior potencial de atrair o capital privado. A estratégia é acelerar o programa de concessões ao setor privado, além de melhorar o ambiente de negócios para atrair investimentos.

CURTAS

Entrosamento – O programa de Meirelles prevê mesas de diálogo entre setores público e privado e reequilíbrio da matriz de risco das concessões.

Patrimônio – A cidade de Goiás sedia entre 13 e 15 de agosto o  Seminário Internacional Gestão de Sítios Culturais do Patrimônio Mundial no Brasil, do Iphan.

Fornecimento – A Saneago informa que 41 bairros de Goiânia terão abastecimento de água afetado hoje por obras de “melhoria operacional na Estação de Tratamento”.

Chapa reforçada

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), foi definido como o primeiro suplente de Vanderlan Cardoso (PP) na disputa para o Senado, na chapa encabeçada pelo candidato ao governo, Daniel Vilela.

Perfil

“Nós temos, praticamente, o mesmo perfil”, afirmou Vanderlan sobre o anúncio do novo colega de chapa. “Para mim é motivo de muito orgulho e satisfação”, completou o empresário.

Limites

As atas das convenções registram os limites impostos pela Justiça Eleitoral para os gastos eleitorais. São R$ 9,1 milhões para governador, R$ 3,5 milhões para senador, R$ 2,5 milhões para deputado federal e R$ 1 milhão para estadual. A conferir.

Em casa

José Eliton agradeceu ontem o apoio do deputado federal Roberto Balestra durante convenção do PP no domingo (5) e discordou do posicionamento da cúpula do partido. O ex-pepista garantiu “amparo às lideranças legítimas progressistas”.

Silêncio

Depois de questionar a falta de transparência na convenção, Balestra afirmou à Xadrez que prefere “não falar” por enquanto sobre o fechamento da aliança com o MDB. Eliton afirma que o desencontro foi motivado por “pontos de composição na chapa”.

Estadual

Os caiadistas confirmam chapas a deputado estadual formadas por PRP e Podemos e outra entre PTC, PMB, PSC e DEM. Já o PSL e o DC sairão isolados. PMN e PRTB formarão outra coligação com vistas à eleição na Assembleia Legislativa.

 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208