16 de novembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Política
14/09/2018 | 06h00
Auxiliar defende gestão tucana em campanha pela primeira vez
Sem perfil político, os auxiliares que efetivamente participam da campanha se licenciaram dos cargos

O governador e candidato à reeleição, José Eliton (PSDB), contou, pela primeira vez nesta campanha, com a participação de algum de seus secretários estaduais em meio ao debate político da campanha deste ano. Ao contrário do que ocorreu em campanhas anteriores desde a reeleição de Marconi Perillo (PSDB) em 2002, a equipe da gestão tucana escolhida e empossada por Eliton ainda quando assumiu o cargo, no início do ano, não esboçou qualquer reação quando confrontada em críticas de candidatos da oposição, principalmente Ronaldo Caiado (DEM) e Daniel Vilela (MDB). Sem perfil político, os auxiliares que efetivamente participam da campanha se licenciaram dos cargos. Desta vez, o secretário de Educação, Cultura e Esporte, Flávio Peixoto, foi quem tomou as dores e rebateu crítica de Caiado sobre o incentivo à Cultura, por meio da Lei Goyazes. O senador propôs, inclusive, recriar a antiga Secult. “A Lei não saiu do papel e vou garantir o fundo de investimento”, citou. “O candidato desconhece a realidade. Só lamento pela ignorância dele”, soltou Peixoto. 

Mais ainda

“A Lei está funcionando muito bem. Basta conversar com aqueles que estão desenvolvendo os projetos culturais. Lamento é que candidatos apresentem tamanha ignorância diante de projetos que estão implantados”, reafirma o secretário.

Entre oposição

Daniel Vilela também rebateu a proposta de Caiado e defendeu a utilização da legislação para ampliar os investimentos na Cultura. “Não vou fazer promessas inexequíveis num momento fiscal de completo descalabro em Goiás”. 

Contra o fake...

Em Rubiatada, José Eliton (PSDB) repetiu, contra acusações da oposição, que o Estado mantém obras do ‘Goiás na Frente’. “Temos os recursos assegurados para terminar todas as obras que foram iniciadas ou pactuadas dentro do programa”.

... e a realidade

Mais uma vez questionado sobre a distância em relação ao líder nas pesquisas, o governador apontou: “a pesquisa que quero ganhar é a do dia 7 de outubro. Fica difícil saber qual pesquisa retrata de forma fiel a realidade”.

Derrota

A Câmara de Goiânia derrubou ontem dois vetos do prefeito Iris Rezende (MDB) a projetos de autoria da vereadora Tatiana Lemos (PCdoB). As duas propostas tratam de defesa do consumidor de energia e água. 

Matérias

Foi confirmado o projeto que proíbe cobrança de taxa de religação de energia elétrica e água, em caso de corte de fornecimento por falta de pagamento, e o texto que proíbe corte dos serviços de energia em véspera de finais de semana e feriados.

Prazo final

O ministro Edson Fachin, do STF, deu prazo de 15 dias para a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, decidir se apresenta ou não denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco.

Processo

A decisão se refere ao inquérito em que delatores apontam que o grupo de Temer teria recebido recursos ilícitos da empreiteira como contrapartida ao atendimento de interesses da Odebrecht pela Secretaria de Aviação Civil. 

Campanha procura sorriso

A campanha de Henrique Meirelles, candidato do MDB à presidência da República, começou a explorar o lado bem humorado do ex-ministro da Fazenda nas redes sociais. Ou ao menos tentar. Desde os últimos dois dias, passou a circular vídeo em que o candidato aparece mais descontraído, sorrindo e brincando com os profissionais da equipe de gravação. “Não deixo os políticos torrarem seu dinheiro à toa. Sou chato com eles para ajudar vocês. Então, eu te convido a olhar esses números e conhecer um pouco mais do meu trabalho”, diz, mostrando dados e dizendo que sabe resolver os problemas da economia. Tudo com o mesmo discurso apresentado nos programas de Rádio e TV. Ao mesmo tempo, a campanha emedebista segue tentando abocanhar alguma parte dos votos deixados pelo ex-presidente Lula desde a última terça-feira (11), quando o petista renunciou à candidatura e indicou Fernando Haddad para o posto. Meirelles insiste, em todas as peças, entrevistas e discursos, que resolveu o problema da economia com Lula e com Temer.  

Curtas 

Propostas –   Meirelles prometeu ontem criar programa de bolsas para creches semelhante Prouni, para que crianças sejam matriculadas em escolas privadas. 

No bolso –   A bandeira vermelha do setor elétrico continuará acionada nas contas dos consumidores, mesmo com o início do período chuvoso em novembro.

Comando –   O ministro Dias Toffoli tomou posse como presidente do STF para o biênio 2018-2020. Na solenidade, também assumiu ministro Luiz Fux como vice. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208