16 de novembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
16/10/2018 | 06h00
Equipe de transição vai elaborar reforma administrativa de Caiado

O governador eleito, senador Ronaldo Caiado (DEM), planeja executar ampla reforma administrativa na estrutura do governo estadual já nos primeiros dias do governo, em janeiro. A intenção é cortar gastos com cargos, contratos e órgãos em planejamento que será traçado por equipe técnica durante o processo de transição. Os nomes serão confirmados amanhã e seguem tratados com discrição pelo democrata. “A sinalização é toda essa que o próprio TCE apresenta nos relatórios”, afirma Caiado em resposta à Xadrez sobre o atraso em parte da folha de pagamento. “A equipe de transição tem duas vertentes. Uma é no sentido político, de conversar com as pessoas. Agora, o objetivo é ser 100% técnica. Pessoas que entendem da máquina e que darão sugestões para uma reforma administrativa do estado”, adianta o governador. Caiado confirma que a reforma estará entre as “primeiras medidas” que serão adotadas já logo após a posse. “Daremos celeridade a isso para termos um governo compatível com o que vemos no quadro fiscal do estado”, define.

Visita

Entre os deputados federais e estaduais de Goiás, eleitos pela base de Caiado, esteve presente ontem em almoço o deputado federal eleito por São Paulo, Kim Kataguiri, líder do MBL. “Vim pedir votos para a presidência da Câmara”, contou.

Calma lá

Questionado sobre o tema, o governador eleito rasgou elogios ao paulista, mas ressaltou que o DEM tem 27 , sendo que é necessária maioria absoluta dos 513 para a eleição. “O nome dele está entre os que serão estudados”.

Eleitor cansado

O deputado federal Jovair Arantes (PTB) não alcançou a reeleição na campanha deste ano, após seis mandatos consecutivos em Brasília, e atribuiu a derrota ao desgaste político acumulado ao longo do tempo. “Eu acho que cansaram do Jovair. Tenho feito da minha vida um sacerdócio e trabalhado muito por Goiás. Entendo que eleição é assim mesmo, as pessoas as vezes cansam dos políticos e entendo que podem ter cansado de mim. Vejo isso com muita tranquilidade”, alega. Ainda de acordo com o presidente do PTB em Goiás e constante líder da bancada goiana no Congresso, o fato de ter feito oposição ao governo de Dilma Rousseff (PT), tendo sido relator no processo de impeachment da ex-presidente, pode ter pesado para que ele não tenha conquistado a reeleição. “Desde que eu fiz o relatório de cassação da presidente Dilma, tenho pagado um preço muito caro, de perseguições em Brasília”, aponta, à Sagres 730. O deputado é um dos alvos centrar da Operação Registro Espúrio, em que a PF investiga pagamento de propina no Ministério do Trabalho.

CURTAS

Conexão – O goianiense passa a contar com os serviços do aplicativo Rappi, que realiza pedidos e entregas diversos, com em restaurantes, farmácias e até supermercados.

Garantido – Ainda na informalidade e com outros caiadistas na disputa, é tido como certo o nome de Álvaro Guimarães (DEM) para a presidência da Alego.

Agrada – “Com certeza, o nome dele agradaria a base do governador, sem desconsiderar outros colegas preparados”, diz o vice eleito, Lincoln Tejota (PROS)

Time escalado

O governador José Eliton definiu a equipe e as normas do processo de transição na gestão política e administrativa do Poder Executivo. A oficialização será publicada hoje no Diário Oficial do Estado,

Nomes

A transição terá o secretário de Gestão e Planejamento, Joaquim Mesquita; além de Tito Souza do Amaral (CGE); Fernando Tibúrcio (Casa Civil); José Carlos Siqueira (Ipasgo) e o superintendente executivo da Sefaz, Afrânio Cotrim Júnior.

No bolso

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 7,632 milhões do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) e do ex-secretário de Governo, João Furtado, por suposto ato de improbidade administrativa na assinatura de um decreto em 2017.

Mérito

O decreto foi retroativo a junho do mesmo ano e permitiu aumento de 25% do pagamento de diárias ao governador, vice, secretários e assessores. A decisão é assinada pela juíza Patrícia Dias Bretas, da 2ª Vara da Fazenda Pública Estadual.

Origem

O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO). No texto, a juíza informa que, do valor bloqueado, R$ 2,5 milhões são referentes a dano ao patrimônio público e R$ 5 milhões de multa.

Outro lado

O advogado João Paulo Brzezinski assina nota da defesa em que garante recurso em que “demonstrará, tecnicamente, que as medidas em questão não configuram desvio de finalidade, não lesaram o patrimônio e não configuram improbidade”.

 
Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208