16 de novembro de 2018 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Coluna
Xadrez
Rubens Salomão
Rubens Salomão
01/11/2018 | 06h00
Partidos de esquerda articulam composição para isolar PT

Lideranças nacionais do PCdoB, PSB e PDT reconhecem que o principal cabo eleitoral do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que levou à derrota da esquerda nesta eleição, foi o forte sentimento anti PT e, por isso, a composição para construir frente de oposição ao próximo governo passa pelo isolamento do partido do ex-presidente Lula, que segue preso. O primeiro indicativo foi posição inicial do PCdoB, que convocou PDT e PSB para a primeira conversa entre as siglas que somam 69 deputados federais. Entre eles, o novato goiano Elias Vaz (PSB), que é vereador por Goiânia até janeiro. “A ideia do PCdoB é boa, de formar a frente de oposição sem o PT. Até porque é preciso que façam um autocrítica da gestão deles e, sinceramente, não pode ficar todo mundo responsabilizado por erros históricos que foram cometidos”, aponta o parlamentar. Liderança nacional do PSB afirma à Coluna que PDT e PCdoB estão adiantados no isolamento aos petistas, mas no próprio partido há ainda queda de braço entre posições de nordestinos, mais tradicionais, e os novos líderes do Centro-Sul.

Debate interno

As novas caras do PSB são lideradas pelo ex-candidato ao governo de São Paulo, Márcio França. A derrota para João Dória (PSDB) no maior estado retornou a força interna aos líderes históricos do Nordeste, principalmente do Pernambuco.

Agendas

Os rumos do partido são pauta de reunião nesta manhã e na terça-feira (6), em Brasília. A presidente do PSB em Goiás, senadora Lúcia Vânia, aguarda definição nacional para escolher o caminho daqui sobre a gestão Ronaldo Caiado (DEM).

Emendas iniciais

A bancada goiana no Congresso Nacional definiu destinação de quase R$ 170 milhões em emendas impositivas nas áreas de saúde, educação e segurança pública. Recursos que, segundo o senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM), atenderão as principais demandas do estado já no próximo ano de 2019, primeiro da gestão do democrata. Os repasses contemplam hospitais de nove cidades do interior, além do Hospital das Clínicas, as polícias militar e civil. Ainda serão usados na compra de ônibus escolares, patrulhas mecanizadas, entre outros equipamentos.  A reunião teve a presença de praticamente todos os deputados e senadores que compõem a bancada de Goiás. “Para se ter uma ideia, nós hoje fizemos com que R$ 49 milhões sejam repassados para nós podermos aparelhar unidades médicas especializadas de saúde de várias cidades do interior do Estado. Na segurança, nossa polícia técnica, da área da inteligência, terá repasse de R$ 5 milhões. Outra parte atende policiais com melhor armamento e proteção, no valor de R$ 15 milhões”, define o senador.

CURTAS

Necessidade – Caiado ainda cita que “47% da população diz que sua maior demanda é na área da saúde. É um clamor de proporções jamais vistas”.

Vem? – O governador eleito ainda chamou a bancada: “Quero não só convidá-los, mas talvez convocá-los para que estejam conosco no dia da posse”.

Produção – Reformas recentes fizeram  o Brasil avançar da 125ª para a 109ª posição em ranking do Banco Mundial sobre a facilidade de fazer negócios em 190 países. 

Super ministério

Jair Bolsonaro (PSL), vai oferecer ao juiz Sérgio Moro uma versão turbinada do Ministério da Justiça. A pasta vai somar as estruturas da Justiça, Segurança Pública, Transparência, CGU e Conselho de Controle de Atividades Financeiras.

Descolamento

Parte da estrutura hoje é ligada ao Ministério da Fazenda. O convite será feito pessoalmente na manhã desta quinta-feira (01), no Rio de Janeiro. O juiz responsável pela Lava Jato no Paraná visitará o presidente eleito.

Acerto interno

Principal debate das eleições anteriores, a questão financeira da OAB/GO não será pauta do debate no pleito deste ano, que terá votação no dia 30 deste mês. A gestão de Lúcio Flávio Paiva garante ter quitado 87% das pendências da instituição.

Números

“Quando assumimos, solicitamos ao Conselho Federal uma auditoria das contas e chegamos aos números do endividamento, que era de R$ 23 milhões. Foi necessário um choque de gestão e hoje a dívida é de R$ 2 milhões”, conta o presidente.

Prazo dado

O secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan Mattos, foi à Câmara de Goiânia, atendendo a convite do líder do prefeito, Tiãozinho Porto (PROS), e detalhou o andamento das obras na Marginal Botafogo.

Para quando?

De acordo com o secretário, existem três frentes de trabalho nos seis quilômetros da via e 60% das obras já estão concluídas. O restante é referente a trabalhos mais simples e devem ser concluídos até o dia 5 de dezembro. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)
Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/maislidas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 167 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/blogs.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 202 Warning: file_get_contents(/var/www/html/portal/public/json/colunas.json): failed to open stream: No such file or directory in /var/www/html/portal/application/controllers/ColunaController.php on line 208