10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

CPI não abre mão de ouvir Wesley Batista Filho

Publicado por: Rubens Salomão | Postado em 10 de dezembro de 2019
Mas enquanto o recurso não é julgado, a CPI vai ouvir nesta segunda-feira (18) os executivos da JBS, Fábio Augusto Chilo e Marcelo Zanatta Estevam

Virou questão de honra para a CPI dos Inventivos Fiscais colher o depoimento do presidente do Grupo JBS, Wesley Batista Filho. Amparado por uma liminar concedida pelo Tribunal de Justiça, o filho do ex-todo-poderoso presidente da maior processadora de proteína do mundo, Wesley Batista, se livrou momentaneamente de falar à Comissão. Mas a expectativa é de que a Justiça derrube a liminar nesta semana. Relator da comissão, o deputado Humberto Aidar (MDB) já alertava para o fato de o Judiciário goiano abrir precedente. Dito e feito. Depois de emplacar um atestado médico, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, dono da Caoa - distribuidor das marcas Ford, Subaru, Hyundai e Chery - também conseguiu o mesmo benefício judicial para não depor. Aidar diz que qualquer depoente tem direito de permanecer calado. Já faltar à oitiva demanda outras interpretações. 

Olho no TJ

Mas enquanto o recurso não é julgado, a CPI vai ouvir hoje os executivos da JBS, Fábio Augusto Chilo e Marcelo Zanatta Estevam, em reunião marcada para as 14 horas, na Alego. Mas de olho numa decisão judicial.

Nem aí

Eleitos pelo PSL, os deputados estaduais Paulo Trabalho e Humberto Teófilo ignoram aviso do correligionário Delegado Waldir, deputado federal e presidente da legenda em Goiás, sobre a eventual desfiliação dos dois. Não se incomodam com ameaça de perda de mandato.

Obstrução

O projeto que o governador Ronaldo Caiado enviou à Assembleia Legislativa recebeu pedido de vista coletivo na Comissão Mista e deve ser votado em plenário ainda esta semana. A redução de juros e correção monetária, por exemplo, chega a 99%.

Julgamento

Deve entrar na pauta do plenário do Supremo Tribunal Federal, antes do recesso de fim de ano, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo MDB, contra a lei que permite a utilização de parcela de depósitos judiciais para custeio da Previdência, pagamento de precatórios e dívida com a União.

Parecer

Relator da matéria, o ministro Ricardo Lewandowski já teria em mãos parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR). Vai juntá-lo à manifestação do Tribunal de Justiça de Goiás.

Trocadilho

Sem dar pistas, o deputado federal José Nelto (Podemos) diz estar preparado para a guerra, esta semana, para desafiar organizações criminosas e políticas, e colocar o Estado a serviço da população. Afirma que se alia ao governador Ronaldo Caiado nessa batalha. E crava: “Juntos, Podemos”.

Curtas

- Em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o MP, o presidente da Câmara de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota), instituiu comissão de recepção e de concurso público.

- Depois de facilitar a vida do contribuinte em débito com o IPVA, o governo agora vai instituir medida semelhante para infratores que têm multas pecuniárias aplicadas pelo Procon estadual.

- A Comissão Municipal de Empregos, da prefeitura de Goiânia, passa a ser substituída pelo Conselho Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, instância deliberativa do SINE.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar