10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Henrique Cesar diz que tendência é apoiar Roberto Naves

Publicado por: Rubens Salomão | Postado em 10 de dezembro de 2019
“Eu não tenho a intenção de me candidatar. A gente deve compor com o Naves", afirmou à coluna

Eleito ontem terceiro vice-presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Henrique Cesar (PSC) negou ontem que tenha a intenção de se candidatar à prefeitura de Anápolis, em 2020. À coluna, ele disse que a tendência é de apoiar a reeleição do prefeito Roberto Naves, que irá trocar o PTB pelo PP, se o vice, pastor Márcio Cândido (PSD), for mantido numa eventual chapa majoritária. “Eu não tenho a intenção de me candidatar. A gente deve compor com o Naves. Nós temos um segmento muito forte na cidade de Anápolis, que é o evangélico”, pontuou. “Possivelmente tudo caminha para que o vice-prefeito, Márcio, continue (na chapa), que é uma indicação nossa e da base evangélica. E vamos caminhar com a orientação nossa Igreja, a Assembleia de Deus”.

Articulação

Anapolino, campeão de votos no pleito de 2018, com 45.545 votos, Henrique Cesar teve como principal articulador para ocupar a terceira vice-presidência da Alego o deputado Henrique Arantes, que deixou o PTB e se filiou ao MDB.

Ex-aliado

Arantes, junto com o pai, o ex-deputado Jovair Arantes (que à época presidia o PTB em Goiás), foram importantes na vitória de Roberto Naves, que foi eleito no segundo turno, derrotando o petista João Gomes (que tinha o apoio do ex-prefeito petista Antônio Gomide.

Desistência

A deputada petista Adriana Accorsi, que iria disputar a vaga com Henrique Cesar, justificou que saiu do páreo após acordo líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB), de que seria criada uma vaga na Mesa Diretora da Alego a ser ocupada, exclusivamente, só por deputadas.

Contramão

Sem espaço na CPI dos Incentivos Fiscais, apesar de ter sugerido a sua convocação, o presidente da Fieg, Sandro Mabel, aproveitou uma audiência pública para tecer fortes críticas contra os membros da comissão. Disse que, por conta da CPI, “tem empresa quebrando ou indo embora de Goiás”.

Cadeia neles

Em relação a denúncia recebida pela CPI, de que empresários teriam recebido crédito moeda do Governo e comprado, por exemplo, fazendas, Sandro Mabel defendeu cadeia a quem fez uso irregular de recursos público, caso o desvio seja comprovado.

Tramitando

Mesmo já desempenhando a função de vice-líder do governador Ronaldo caiado na Alego, o deputado Zé Carapô (DC) ainda espera pela aprovação do projeto de resolução, de Bruno Peixoto, que cria a nova função no regimento interno da Alego.

Fogo amigo

Com os votos contrários de 7 deputados da base aliada, a Assembleia Legislativa aprovou a indicação da presidente do Sintego, Bia de Lima, para compor o Conselho Estadual de Educação. A autoria da matéria é o governador Ronaldo Caiado.

Na mira

Prefeito de Itumbiara, Zé Antônio (PTB) é alvo da Justiça. Ele foi condenado por improbidade administrativa, por ter, segundo denúncia do Ministério Público, vinculado uma campanha da prefeitura com o número 14, de seu partido,

CURTAS

- Sem citar nomes, o governador Ronaldo Caiado diz que houve “enterro de esqueletos” na Celg, e não um processo de privatização.

- Pelas redes sociais, o deputado federal por Goiás Victor Hugo (PSL) comemorou a aprovação da redação final do projeto que reformula a proteção social dos militares.

- Ex-ministro das Cidades, Alexandre Baldy promete aderir ao movimento contrário à extinção dos pequenos municípios brasileiros.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar