10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Deputados adotam discurso corporativista sobre CPI dos Incentivos Fiscais

Publicado por: Rubens Salomão | Postado em 10 de dezembro de 2019
Depoimento ontem do presidente da Adial Brasil, José Alves Filho, foi marcado por cordialidade na forma e guerra franca no conteúdo dos discursos

A prévia articulação de advogados e a presença em massa de representantes de entidades classistas e empresários não evitaram a ampla defesa por parte de deputados da base e da oposição ao trabalho de investigação realizado pela CPI dos Incentivos Fiscais. O depoimento ontem do presidente da Adial Brasil, José Alves Filho, foi marcado por cordialidade na forma e guerra franca no conteúdo dos discursos. Não apenas deputados aliados do governador Ronaldo Caiado (DEM) adotaram discurso de defesa da revisão de “excessos” e crítica à reação “desproporcional” de empresários contra a investigação. “É preciso separar a atuação dos deputados dos atos de governo”, definiu o líder do PSDB, Talles Barreto, indicando que os empresários miram no alvo errado ao atacar a CPI. “Eles atacam os deputados porque não têm coragem de reagir contra o governador”, resume o relator Humberto Aidar (MDB).

Motivos

Ao invés de focar discurso na defesa ao desgastado governo tucano, Talles Barreto preferiu usar a reunião da CPI para inflamar empresários contra Ronaldo Caiado. José Alves, no entanto, quase não citou o governador.

Aceitação

Representantes do setor produtivo admitiram à Xadrez que deputados mantiveram apoio à investigação, mas fizeram balanço positivo pelo fato de que todos defenderam a manutenção da política de incentivos.

Com calma

Ao fim do depoimento, José Alves alegou haver “pegadinhas” no projeto do Pro Goiás. Questionado, disse que não vai “ainda” detalhar os prejuízos do novo modelo.

Batalha aberta

A Assembleia Legislativa deve finalizar até quinta-feira (5) a votação do projeto de encampação da Enel e, como adiantado aqui, depois disso o governo buscará em Brasília a autorização para que a Celg GT assuma a concessão.

Em tempo

Governistas garantem, portanto, que a encampação não ocorrerá de imediato, como chegou a temer a empresa italiana. O prazo previsto no projeto é de 72 horas, que pode ser dobrado se emenda for acatada hoje na CCJ.

Cevada

Passou em primeira votação projeto que busca fomenta a instalação de “BrewPub” em Goiânia. Proposta de Lucas Kitão (PSL) é resultado de parceria com a Associação da Cerveja Artesanal de Goiás para incentivar o empreendedorismo.

Cena local

O texto altera o Código de Posturas do Município para estimular o pequeno cervejeiro a montar o próprio negócio. “Trazemos exemplos de Blumenau, Campinas e Ribeirão Preto para desburocratizar as pequenas cervejarias”, afirma o autor. 

Finalização

O orçamento de Goiânia para 2020 terá relatório do vereador Wellington Peixoto (MDB) votado hoje na Comissão Mista, já com todas as 400 emendas acatadas.

CURTAS

- Representação de Caiado contra a Enel ao PGR, Augusto Aras, aponta que a União segue “inerte” diante dos problemas.

- O governador quer que o MPF acione “concedente e a concessionária a prestarem o adequado serviço público”.

- Pede que governo federal e Enel “sejam condenados por danos morais coletivos causados à população goiana”. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar