GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Concessionárias cobram Iris e Caiado por novo sistema

Publicado por: Rubens Salomão | Postado em 10 de julho de 2020
Alternativa, segundo o presidente do SET, Adriano Oliveira, é o subsídio público, já que o número de usuários tem registrado queda constante ao longo dos últimos anos| Foto: Divulgação

O Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo Urbano de Goiânia (SET), além buscar solução imediata para a crise econômica gerada pelas medidas de combate à pandemia de coronavírus, também aponta que é preciso debater e encontrar soluções para instituição de novo modelo para a gestão do setor. A alternativa, segundo o presidente do sindicato, Adriano Oliveira, é o subsídio público, já que o número de usuários tem registrado queda constante ao longo dos últimos anos, enquanto que os custos se mantêm. “É impossível a gente ter um bom transporte sem a liderança do setor público”, afirma o Oliveira, que cobra atuação dos prefeitos da Região Metropolitana, liderados pelo presidente da CDTC, Iris Rezende (MDB), e também do governador Ronaldo Caiado (DEM), que repetiu em conhecidas oportunidades desde o início do mandato que o atual governo não tem interesse pela gestão direta do transporte e se esforçou para entregar responsabilidades.

Gestão regional

“O problema do transporte também é que ninguém se sente responsável. A ponto de termos uma discussão difícil porque a Secretaria da Economia não entende que isso é um problema do estado, mas é sim”, define Adriano.

Abertura

Ainda não há acordo, mas os envolvidos comentam que há boa recepção no Palácio das Esmeraldas à proposta emergencial para repasse de R$ 80 milhões até outubro.

Sugestão

Como antecipado aqui, empresas e Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) apresentaram estudos para sustentar novo subsídio que bancaria até outubro o rombo das empresas, causado pela pandemia.

Fé prorrogada

O governador Ronaldo Caiado conversou com o reitor do Santuário Basílica, Padre Robson de Oliveira, e com Padre Welington Silva, e recomendou que a Festa em Louvor ao Divino Pai Eterno não seja realizada este ano.

Calma lá

Padre Robson, no entanto, fala em buscar “avaliação precisa” com a intenção de “programar uma nova data”. O líder comenta que, pessoalmente, espera que o evento possa ser realizada no mês de setembro.

Rotina

A expectativa para este ano era que 3,2 milhões de pessoas passassem por Trindade nos dez dias de romaria. Independente da data, o desafio é evitar aglomerações.

Inesperado

Servidores públicos aposentados e pensionistas foram surpreendidos por desconto feito pelo governo estadual. A cobrança previdenciária foi realizada com base em alteração na Lei e executada mesmo em meio à crise atual.

Fora do cargo

O TRE confirmou sentença de cassação, por abuso de poder econômico, do mandato de Fábio Alves Neto, na prefeitura de Avelinópolis. Ele e a vice, Eliety (DEM), sofreram a primeira derrota em julho de 2019.

CURTAS

- A defesa promete recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral e o prefeito segue no cargo durante embargos de declaração.

- A Assembleia Legislativa revogou lei que restringiria compra de produtos de higiene e alimento em grandes quantidades.

- A medida vigoraria durante o estado de calamidade pública, mas foi cancelada em votação unânime de forma remota.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar