GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

coluna Xadrez

Para PSD, é natural que Vanderlan se torne ‘alvo’

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 19 de outubro de 2020
Ex-deputado estadual Simeyzon Silveira, aponta que os ataques de candidaturas adversárias a Vanderlan Cardoso é processo natural. Foto: Reprodução

Rubens Salomão 

O presidente metropolitano do PSD, ex-deputado estadual Simeyzon Silveira, aponta que os ataques de candidaturas adversárias a Vanderlan Cardoso é processo natural, já que o senador “apresenta potencial de liderança” na disputa à prefeitura de Goiânia. Simeyzon respondeu às críticas feitas pelo candidato Maguito Vilela (MDB), que apontou “gesto oportunista” de Vanderlan ao se reunir com o prefeito Iris Rezende (MDB), com articulação do governador Ronaldo Caiado (DEM). “O interessante é que eles é que primeiro buscaram a aliança com o governo. E não foi oportunismo? O governo nos procurou em busca da aliança e o PSD manteve a coerência do discurso adotado desde o início de ter candidatura própria e fomo até o final. O MDB também nos buscou para fazer aliança e, quando isso ocorreu, não éramos considerados incoerentes?”, questiona o dirigente partidário.

Do jogo

“Com relação ao processo de críticas, eu vejo como natural. O candidato que lidera sempre vai ser alvo dos que estão abaixo. Faz parte do processo e sabemos que vamos enfrentar”, define Simeyzon.

Pelo caminho

Depois de participar ativamente das articulações da pré-campanha, a Câmara Municipal ficou fora das candidaturas à prefeitura. Foram retirados os vereadores Felizberto Tavares (ex-Podemos), Cristina Lopes (PL) e Paulinho Graus (PDT).

Trocados

Também foram forçadamente retirados do processo os pré-candidatos Maria Ester (Rede), Francisco Júnior (PSD) e Eduardo Prado (DC).

Contraste

Enquanto tantos tentaram candidatura em Goiânia e não conseguiram, o principal adversário do prefeito Gustavo Mendanha (MDB) em Aparecida de Goiânia, o vice Véter Martins (PSD) conta que sequer queria sair candidato.

Processo

“Eu não queria isso, mas fui excluído lá”, afirma o vice-prefeito. Véter promete novas ideias para a cidade, apesar de também defender a continuidade da atual gestão.

Tem debate

Mal a campanha começou na Capital e algumas definições já se tornam debate jurídico. As retiradas de candidatos por direções partidárias, contrariando deliberações filmadas nas convenções, já são questionadas na Justiça Eleitoral.

Reverte?

“Temos muitas chances de retomar a candidatura, já que as alterações previstas na ata não podem contrarias as votações feitas na convenção”, conta Cristina Lopes, que foi atropelada pela direção estadual do PL.

Ato político

O prefeito Iris Rezende marcou para a próxima terça-feira (22) a prestação de contas do segundo quadrimestre de 2020. A reunião será com a Comissão Mista da Câmara dos Vereadores, às 14h30.

CURTAS

- Fechado em março por conta da pandemia do coronavírus, o Caminho de Cora Coralina foi reaberto aos turistas.

- A Goiás Turismo adotou protocolos sanitários para manter a segurança dos viajantes nos 300 quilômetros entre Corumbá a Vila Boa. 

- A prefeitura de Pirenópolis passou a proibir neste fim de semana a entrada de turistas que não tenham reserva na rede hoteleira.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar