coluna Xadrez

Base aliada na Alego cai para 22 deputados; líder quer chegar a 25

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 02 de abril de 2021
Bruno Peixoto (MDB) projeta que esse contingente não vai provocar sustos na votação de matérias do Executivo, como aconteceu em sessões ordinárias em dezembro | Ilustração: Takeshi Gondo

Venceslau Pimentel 

Quando a segunda quinzena de fevereiro chegar, a base aliada deve passar a contar com 25 deputados, dos 41 com cadeira na Alego. É o que projeta o líder do Governo, Bruno Peixoto (MDB), considerando que esse contingente não vai provocar sustos na votação de matérias do Executivo, como aconteceu em sessões ordinárias em dezembro, quando o governo não conseguiu número suficiente para aprovar matérias. “Com esse quórum, vamos aprovar as propostas do Governo. Essa margem é segura”, pontua. Hoje, Peixoto diz que a base governista conta com 22 deputados, número que já chegou a 29, no início do governo, em 2019. Ele adianta que a articulação também é feita pelo Palácio das Esmeraldas.

Aliança

Escolhido líder de seu partido, o Solidariedade, na Câmara dos Deputados, composta por 14 parlamentares, o goiano Lucas Vergílio, que havia declarado apoio ao emedebista Baleia Rossi, já começou o trabalho de aproximar a bancada de Arthur Lira, novo presidente da Casa. 

Punição? 

Caberá ao vereador emedebista Anselmo Pereira, 1º secretário da mesa diretora e presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Goiânia, decidir se vai acionar Gabriela Rodart (DC), por não usar máscara no plenário e nos corredores da Casa. 

Suspensão 

O site da Alego aponta que 94,4% dos internautas que acessaram o projeto de lei do deputado Paulo Cezar Martins (MDB) aprovam a matéria que prevê a paralisação do processo de privatização de estatais do Estado, enquanto durar a pandemia. Motivo: queda no preço de venda. A Celg GT é uma delas. 

Demanda local 

Diante do recrudescimento da pandemia do novo coronavírus em Goiás, com projeção de disseminação de uma nova variante que aumenta o contágio, deputados da oposição na Alego defendem que o governo estadual priorize leitos para atender à demanda dos pacientes goianos. 

No cardápio 

O senador Vanderlan Cardoso (PSD) registrou visita, em seu gabinete, em Brasília, ontem, do vice-governador Lincoln Tejota (Cidadania) e o colega de plenário Luiz Carlos do Carmo (MDB). Na agenda, nova mesa diretora do Senado e política goiana. 

Fisgado 

Na leitura do deputado petista Rubens Otoni, o centrão fisgou o governo Bolsonaro, com a vitória de Arthur Lira, que foi soldado de Eduardo Cunha, defenestrado da presidência da Câmara Federal.

Reconhecimento 

Ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo, o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, lamentou a morte de Maguito Vilela, classificando-o como “grande gestor e que fará grande falta na política nacional”. 

Nos planos 

Mesmo não endossando carta ao Congresso Nacional de secretários estaduais da Fazenda, o governador Ronaldo Caiado já avalia a possibilidade de instituir auxílio emergencial, nos mesmos moldes do programa do prefeito Rogério Cruz, mas com critérios e valores diferentes.

CURTAS 

- Ronaldo Caiado recebe hoje, às 11 horas, os jogadores do Vila Nova, que conquistou o título da série C, e agora sobre mais um degrau, chegado à série B. 

Autor do projeto que institui a Semana de Prevenção ao Câncer do Cólo do Útero e Colorretal, o deputado Antonio Gomide destinou R$ 500 mil ao Hospital do Câncer de Anápolis e R$ 250 mil ao de Goiânia.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar