coluna Xadrez

Câmara de Goiânia vai comprar 100 mil máscaras por R$ 77 mil

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 23 de abril de 2021
Confira a coluna Xadrez, por Venceslau Pimentel, desta Terça-feira (23/3) | Foto: Takeshi Gondo

Venceslau Pimentel 

Por meio de pregão eletrônico, a Câmara de Goiânia, presidida por Romário Policarpo (Patriota), vai comprar 100 mil máscaras cirúrgicas descartáveis para atender às necessidades da Casa. Pelo edital, o valor total estimado a ser pago pelos produtos contratados, conforme preço médio dos orçamentos fornecidos, chega a R$ 77.333,33, com a unidade custando R$ 0,77. As máscaras têm der de primeira qualidade, com tripla camada e elemento filtrante e que sejam registradas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Como fundamentação, o edital frisa que a transmissão do coronavírus, no Brasil, já foi considerada comunitária, com possibilidade de aumento e agravamento de casos. 

Pandemia

O edital da Câmara, que prevê abertura do procedimento nesta quinta-feira, 25, aponta que o enfrentamento de uma epidemia requer a contratação de materiais e insumos de prevenção de contágio, transmissão e manejo clínico dos casos diagnosticados. 

Só observando 

Petistas e tucanos de Goiás têm evitado comentar a união entre os dois partidos. Mas isso, no plano nacional, contra o presidente Jair Bolsonaro. Objetivo é revisar a Lei de Segurança Nacional editada na época da ditadura. 

Sob pressão

Depois de ser hostilizado por comerciantes e trabalhadores, o prefeito de Luziânia, Diego Sorgatto (DEM), justificou as duras medidas que tomou, via decreto, alegando que o sistema de saúde entrou em colapso. O fechamento das atividades não essenciais vale por 14 dias. 

À espera 

A expectativa do Paço Municipal é de que receba aval do STF para a compra de vacinas contra a Covid-19, após ingressar com ação que pede que imunizantes sejam aplicados exclusivamente nos goianienses. 

Avanço

No balanço que fez ao deixar a Secretaria de Desenvolvimento Social, que comandou por 18 meses, Lúcia Vânia diz que a assistência social em Goiás mudou para melhor. Sustenta que implantou programas e aprimorou os que já existiam. 

Acionados

O Ministério Público Federal e o MP de Goiás foram intimados, eletronicamente, pelo Superior Tribunal de Justiça, a se manifestarem sobre o habeas corpus concedido ao padre Robson de Oliveira, no processo que trancou a ação penal contra ele que corre no Tribunal de Justiça. 

Por enquanto 

A CCJ da Assembleia aprovou projeto dos deputados Amauri Ribeiro (Patriota) e Alysson Lima (SD), que suspende a obrigação contratual do pagamento de parcelas das linhas de crédito de pequenos empreendedores e a Goiás Fomento, enquanto durar o decreto de calamidade pública em Goiás, por conta da pandemia. 

Fabricação

O tucano Talles Barreto defende que o presidente da Iquego, Denes Pereira, participe, de forma remota, de reunião com deputados para saber qual parceria poderia ser feita para eventual produção de vacinas contra a Covid-19. 

CURTAS 

As eleições de 2021 vão ganhar reforço com a compra de 32.609 urnas eletrônicas, pelo TSE, por R$ 137,9 milhões. 

Interessa aos que integram as forças de segurança o projeto que tramita na Câmara, fixando prazo de seis meses para filiação partidária e prazo de três meses para desincompatibilização. Para policiais civis e militares.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar