coluna Xadrez

Deputado questiona se eleitor votaria de novo em Henrique Meirelles

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em 24 de abril de 2021
Confira a coluna Xadrez, por Venceslau Pimentel, desta Quarta-feira (24/3) | Foto: Takeshi Gondo

Venceslau Pimentel 

Deputado estadual pelo Republicanos, Jeferson Rodrigues questiona a possibilidade de o secretário da Fazenda de João Doria (PSDB-SP), Henrique Meirelles, disputar mandato eletivo em 2022, ao mesmo tempo em que lembra o episódio de 2002, quando ele trocou o mandato por cargo no governo Lula. Rodrigues diz respeitar o anapolino, só que tem um porém. “Mas se tratando de política em favor nosso Estado, não podemos esquecer que Meirelles foi eleito deputado federal por Goiás, em 2002, com mais de 183 mil votos, tendo na época 7% dos votos válidos. Sendo que depois de dois meses, renunciou ao mandato para assumir a presidência do Banco Central, justificando a mudança com a seguinte frase.”Volto ao meu habitat natural, que é o setor financeiro e renuncio à minha curta carreira política”. 

A conferir 

O parlamentar então pergunta se os goianos vão confiar em Meirelles, recém-filiado ao PSD, caso venha a disputar mandato. Desta feita, o ex-presidente do Bank Boston mira o Senado. 

Teto de gastos 

O governador Ronaldo Caiado estabeleceu, por meio de decreto, para 2021, os limites anuais de empenho e pagamento do Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Tribunais de Contas do Estado e dos Municípios e Defensoria Pública. 

Vigilância 

Secretaria da Economia adotará providências garantir a observância dos limites de empenho e pagamento estabelecidos no decreto, e coibir a execução orçamentária com fontes de recursos sem disponibilidade financeira suficiente ao final do exercício. 

No limite 

E ainda. A Secretaria poderá bloquear a execução orçamentária e financeira dos órgãos que ultrapassarem os limites autorizados para empenho e pagamento à conta dos recursos previstos no documento. 

Em conjunto 

Líder e vice-líder do prefeito na Câmara de Goiânia, os vereadores Sandes Júnior (PP) e Anselmo Pereira (MDB), se uniram, ontem, durante a sessão, em defesa da reforma administrativa do Paço.

Vai longe 

O imbróglio entre Ronaldo Caiado e Ibaneis Rocha (MDB) chega ao Superior Tribunal de Justiça, depois que o governador do Distrito Federal ingressou com ação contra o governador goiano. O pano de fundo é a pandemia.

Confirmada

O prefeito de Gameleira, Wilson Tavares (DEM) confirma para amanhã, às 9 horas, assembleia geral extraordinária remota de filiados à Associação Goiana dos Municípios, para decidir pela destituição da atual diretoria da entidade e definição de novas eleições no prazo de até 45 dias. 

Ta na conta 

Ao menos R$ 60 milhões já estão destinados para a compra de vacinas contra a Covid-19, aquisição que se torna mais real com a aprovação de projeto do prefeito Rogério Cruz, que o autoriza a participar de consórcio nacional.

Na agenda 

Está agendada para hoje, na CCJ da Câmara de Goiânia, reunião com o presidente da CMTC, Murilo Ulhôa, para discutir o repasse de R$ 5,5 milhões para a companhia. 

CURTAS 

Especialistas em Direito Eleitoral defendem a antecipação do prazo final para o registro de candidaturas a cargos eletivos, atualmente dia 15 de agosto. 

A Alego marcou para 6 de abril sessão para votar projetos pendentes na pauta. Em seguida, suspenderá os trabalhos mais uma vez, por conta da pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar