23 de maio de 2017 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
CAIXA
20/04/2017 | 06h00
Secretário confirma que prefeitura tem dinheiro

O secretário Municipal de Finanças, Oséias Pacheco esteve na Câmara Municipal nesta quarta-feira para explicar a situação do caixa da prefeitura. O vereador Elias Vaz (PSB) questionou o secretário sobre o saldo atual e as prioridades de investimento do Município.  “É claro que ela tem dinheiro em caixa”, respondeu Oséias Pacheco. E admitiu que há R$ 200 milhões de verba própria mais R$ 160 milhões de outros recursos. “Ficou claro que a prefeitura está aplicando o dinheiro em vez de atender situações emergenciais da cidade”, ressalta Elias Vaz.

O vereador diz que a postura é mais uma prova da omissão do prefeito diante dos problemas mais urgentes da população.  “A administração vai chegar ao fim do mês com mais de R$ 400 milhões porque há impostos a serem pagos. Faltam vagas nos Cmeis, merenda escolar, insulina para pacientes com diabetes, ambulâncias aguardam reparo e há uma fila enorme para se conseguir vaga em UTI. Mas a tática do prefeito é colocar a culpa na administração anterior por todos os problemas, guardar dinheiro e depois posar de salvador da pátria. Enquanto a população padece”, acusa Elias Vaz.

O secretário disse que a Prefeitura tem dinheiro em caixa, mas que não é suficiente para atender a todas as demandas. Ele reafirmou que Iris recebeu de Paulo Garcia uma dívida de R$ 670 milhões, dos quais R$ 100 milhões teriam sido pagos, restando um saldo de R$ 570 milhões. "Nesse sentido, em julho vamos iniciar uma negociação com os credores da administração, referentes a débitos de 2016 para trás. Vamos ter que parcelar esses valores. Hoje, temos uma déficit nominal mensal de R$ 31 milhões".

E completou:"Temos saldo de caixa, mas as prioridades são para pagar a folha do servidores, encargos sociais e posteriormente pagar dívidas da gestão anterior.Hoje, por exemplo, temos em caixa R$ 200 milhões, mas só a folha consome R$ 220 milhões, Vamos recompor para liquidar essa folha até final do mês". 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)