24 de setembro de 2017 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Segurança
19/05/2017 | 08h40
Empresas devem investir em monitoramento
Empresas de transporte público da Região Metropolitana de Goiânia terão até 30 dias para apresentarem melhorias no sistema de monitoramento do transporte

Wilton Morais

As empresas do transporte público da Região Metropolitana de Goiânia terão até 30 dias para apresentarem melhorias no sistema de monitoramento do transporte.  O tempo foi determinado pelo governo estadual que, por meio de acordo com as empresas assegurou a instalação de 727 câmeras nos ônibus, 258 nos terminais e 76 câmeras nas estações de embarque. 

Além disso, outras 1.061 câmeras de segurança no Eixo Anhanguera, serão instaladas e monitoradas pelas empresas. De acordo com o Governo Estadual, as câmaras de segurança serão ligadas á Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciaria (SSPAP/GO), que auxiliara o monitoramento. 

Tarifa

Como parte do acordo, que determinou as melhorias, a tarifa para este ano ficará ‘congelada’ em R$ 3,70. Dessa forma, o Estado arcará com 100% do Passe Livre Estudantil e do Passe Escolar. Anterior ao acordo, o Governo era responsável por 50% do valor. O dinheiro para manter o beneficio e garantir o acordo, partirá do Tesouro Estadual. O anuncio da medida foi realizado na quarta-feira (17), pelo Governador Marconi Perillo.

Para Perillo, a decisão permitiu que todos os usuários do transporte público ganhem, incluindo principalmente estudantes, trabalhadores das empresas, e todos os demais passageiros. O acordo foi resultado do ajuste fiscal realizado pelo Governo, durante os dois últimos anos.

Também ficou acertado que as empresas mantenham as discussões sobre os investimentos necessários no transporte. Isso, desconsiderando a complementação entre os reflexos do Passe Livre Estudantil integral e os cálculos da tarifa contratual.

Salário 

Após firmar o compromisso, o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) protocolou no Ministério Público do Trabalho (MPT) o compromisso de reposição integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) sobre o salário dos motoristas. 

 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)