19 de agosto de 2017 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Denúncia
14/07/2017 | 12h00
Agência de turismo é acusada pelo crime de estelionato em Goiânia
Segundo informações a empresa Lon Tour Turismo teria vendido pacotes, adiado as viagens e oferecido localizadores falsos aos clientes

Cerca de 200 pessoas prestaram queixa na manhã desta sexta-feira (14) contra uma empresa de turismo em Goiânia. A queixa é de que a agência teria vendido pacotes de viagem e fechado as portas.

A denúncia de estelionato foi feita por dona Izabel que embarcaria na ultima segunda-feira (10) para Dubai, ela ainda afirma que só na casa dela foram quatro pessoas prejudicadas pelo golpe.

Segundo informações a empresa Lon Tour Turismo teria vendido pacotes, adiado as viagens e oferecido localizadores falsos aos clientes.

Investiga-se que aproximadamente 300 pessoas caíram no golpe. Ao todo foram quase 200 vítimas que compareceram a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor do Estado de Goiás (Decon) hoje (14) para prestar queixa.

O responsável pelo caso é o delegado Webert Leonardo que informou que já deu início nas apurações do caso. “Pelo que ouvimos aqui estimamos um prejuízo de R$ 1 milhão, mas pode ser mais que o dobro que isso porque nem todas as vítimas vieram”, revela. 

Orientações do Procon Goiás

Os consumidores que se sentirem lesados, podem registrar suas reclamações pela internet, na plataforma Procon Web, no sítio eletrônico do Procon Goiás, ou presencialmente na sede e nos Postos de Atendimento Vapt Vupt. O consumidor deve apresentar cópia dos documentos pessoais, comprovante de endereço, contrato, comprovantes de pagamento, ou qualquer outro documento comprobatório, como por exemplo Boletim de Ocorrência, emails e conversas por aplicativos de celular e redes sociais.   

Foto: Reprodução/Google Maps

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)