22 de novembro de 2017 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Iniciativa
09/11/2017 | 16h20
Projeto arquitetônico chega a famílias de baixa renda na cidade de Goiás
Ação envolve a aplicação de metodologias participativas e o desenvolvimento de projetos arquitetônicos para reformar a residência de famílias

O “Laboratório de Projetos: Experiências com Melhoria Habitacional na Cidade de Goiás”, patrocinado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO), realiza nesta sexta-feira (10) o evento “Projeto participativo de Arquitetura”. O professor João Paulo Huguenin coordenará uma apresentação sobre o trabalho do laboratório e a arquiteta Kaya Lazarini, da ONG paulista Usina CTAH, fará uma palestra. A solenidade ocorre na cidade de Goiás, no campus Areião da Universidade Federal de Goiás (UFG), às 15 horas.

Além do aporte do CAU, o Laboratório de Projetos tem o apoio da Prefeitura da cidade de Goiás, que ficou a cargo da indicação das famílias com renda de até três salários mínimos. A iniciativa, que começou em julho, envolve a aplicação de metodologias participativas e o desenvolvimento de projetos arquitetônicos para reformar a residência dessas famílias.

A vice-presidente do CAU/GO, Maria Ester de Souza, conta que “o objetivo do Conselho, ao garantir parte de seus recursos para propostas que promovam a assistência técnica para famílias de baixa renda, é contribuir para reduzir o abismo social existente na sociedade brasileira, a partir da melhoria da qualidade das habitações”. A conselheira explica ainda que tais objetivos são alcançados quando o “cidadão tem uma oportunidade como essa, de ter um projeto arquitetônico desenvolvido especialmente para ele”. A Maria Ester participará do encontro na sexta.

Diálogo

“Fizemos o levantamento da residência das 15 famílias indicadas pela Prefeitura de Goiás, depois os moradores tiraram fotos do que gostavam e do que não gostavam e nós fizemos uma maquete de 1,20 metro de altura para cada residência, a fim de apresentar e trabalhar no programa de necessidades delas”, diz o professor João Paulo. “Para o desenvolvimento do projeto arquitetônico, somado a suas demandas, levamos em conta também critérios técnicos e o orçamento das famílias.”

Após articular junto à Prefeitura um apoio financeiro do Estado, de R$ 3 mil, para a compra de material para a obra de cada unidade, o Laboratório de Projetos pretende também acompanhar a execução das reformas.

Ao lado de João Paulo Huguenin, integram o Laboratório de Projetos os arquitetos e urbanistas Lucas Felício Costa, José Rodolfo Pacheco Thiesen e Edinardo Rodrigues Lucas e o engenheiro civil Ivo Carrijo de Andrade Neto. 

Fonte: CAU/GO. (Foto: Divulgação)

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)