15 de agosto de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Violência
15/05/2018 | 09h35
Tentativa de assalto a ônibus deixam um PM e dois bandidos mortos
Segundo a PRF, os criminosos começaram a atirar assim que notaram a presença do sargento no ônibus, e foram mortos por um agente prisional, que também viajava no veículo

Um assalto a um ônibus de viagem vitimou um sargento da Polícia Militar e dois assaltantes, na madrugada desta terça-feira (15), na BR-040, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Dois passageiros ficaram feridos e foram levados para a Unidade de Pronto-Atendimento da cidade. 

Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os criminosos começaram a atirar assim que notaram a presença do sargento Hernandes José Rosa no ônibus, e foram mortos por um agente prisional, que também viajava no veículo, que seguia viagem de Brasília para São Paulo.

Entre os passageiros que ficaram feridos e que não tiveram os nomes revelados, está um homem, que levou um tiro na mão e não corre risco de morte. Já, uma mulher, foi atingida com um tiro no peito, e está em estado grave. 

O Policial Militar Hernandes Rosa ocupava o posto de 3º sargento. Ele estava indo para Brasília trabalhar, fardado, quando o crime ocorreu. Hernandes era lotado no 25º BPM no Núcleo Bandeirante.

Em nota, a Real Expresso informou que está prestando assistência imediata aos passageiros que necessitarem de atendimento, “assim como oficializará um pedido junto às autoridades estaduais e federais para a melhoria da segurança das empresas operadoras de transporte que atuam no referido trecho”.

Ainda de acordo com a polícia, os assaltantes usaram pistolas 12 milímetros e .40. Os corpos foram recolhidos e levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Formosa, que fica a 135 quilômetros de Luziânia, onde o crime ocorreu.

 
Tópicos:  Assalto,   Real Expresso,   Morte,   PM

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)