16 de dezembro de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Padroeira do Brasil
11/10/2018 | 06h00
Nossa Senhora de Aparecida ganha Santuário
Em 2022 será comemorado 100 anos da construção dessa igreja em Aparecida de Goiânia

Thiago Costa*

A tradicional festa litúrgica de Nossa Senhora de Aparecida será realizada com comidas típicas, apresentações culturais, novenas em louvor à Padroeira do Brasil, em Goiânia e Aparecida de Goiânia. Uma vasta programação festiva leva devotos e fieis às igrejas, principalmente neste período em que se comemora o dia da Santa. O Santuário de Aparecida de Goiânia, tradicionalmente conhecido, será o palco principal das festividades.

Fieis relatam que ao entrar no Santuário de Nossa Senhora de Aparecida o sentimento é como se estivesse abrindo um livro de histórias. Um ambiente pouco comum para uma cidade dividida por ruas e avenidas, mas que é capaz de carregar histórias de fé de um povo que viu uma cidade surgir ao redor daquelas paredes antigas e chão de madeira, quase centenários.

Um lugar que nasceu com o povo. O povo foi quem deu o rosto para a igreja, e essa igreja tem o rosto desse povo, como destaca o Frei Ednilson. Esse lugar tem a ver com a origem dessa cidade de Aparecida de Goiânia. 

A data revela também o tipo de povo que se instalou nas redondezas, um povo interiorano, em um ambiente totalmente colonial que te leva ao período de 1922, quando foi dado o início da construção da capela. “Nossa Senhora trás a cor do nosso povo. Ela fala a alma da gente. Ela não é uma Santa que surgiu do nada, ela surgiu da fé do povo. Foi o povo, inclusive, que a chamou de Aparecida, porque ela apareceu. Não foi nem a igreja, em primeira instância, que deu o título. Foi o povo”, afirma o Frei.

Em 2022 será comemorado 100 anos da construção dessa igreja. O título recebido em maio deste ano só vem confirmar o quanto este lugar é importante, tanto para a cidade para o Brasil.

O Santuário de Nossa Senhora Aparecida prepara sua primeira festividade já com a elevação de Paróquia de Nossa Senhora Aparecida a Santuário. A elevação foi feita pelo Arcebispo Dom Washington Cruz no dia 11 de maio de 2018 por razões sociais, históricas e religiosas. Por a igreja estar em um dos pontos da rota dos missionários evangelizadores no início da fundação de Goiânia, bem como o crescimento populacional e a exigência de um centro que promova a religião no município.

Programação

Reitor há pouco mais de dois meses do Santuário, Frei Ednilson diz que “esse momento celebrativo será distribuído em três partes. A primeira parte será a devocional, então vamos ter missas, adoração ao Santíssimo e devoção à nossa Senhora.

A segunda parte é mais ligada a parte social. É uma festa também ligada ao social com comidas ligadas a este lugar com uma deliciosa jantinha. Serão muitas comidas que dizem um pouco da cultura e da culinária daqui, dessa região.  Por fim, teremos as apresentações culturais”. 

No dia de sexta-feira (12), terá a catira e no dia domingo, dia 14, a folia aparecidense, uma folia diferente da folia de Reis, com cantos e rezas voltadas a falar de Nossa Senhora de Aparecida, preparada por um grupo que surgiu em Aparecida de Goiânia.

Para o Frei Ednilson, essa data tem uma importância, sobretudo religiosa, porque o então Santuário foi dedicado para homenagear  Nossa Senhora  Aparecida. Uma igreja simples que leva o nome de santuário dedicada à Santa, uma igrejinha considerada por moradores e pelos responsáveis pelo local como simples, semelhante a Nossa Senhora, a mãe de Deus dos católicos.

Fundadores

Eliane Cândida, de 49 anos, é neta dos fundadores do Santuário e se diz muito apegada ao lugar, comparando, inclusive, como se estivesse no céu ao falar do local onde carrega toda uma história de sua família, vindo de seus avós e chegando até as atuais gerações.  A dona de casa garante ter recebido o milagre da cura após passar por uma depressão. “Estou curada graças a Nossa Senhora e hoje eu trabalho para ela como ministra de Eucaristia, há dezessete anos”.  Eliane garante estar sempre disposta a trabalhar quando alguém a liga para qualquer trabalho no Santuário. 

Uma verdadeira demonstração da fé brasileira 

Padre Jackson é pároco da igreja de nossa Senhora Aparecida do Jardim Balnearo Meia Ponte, e diz que desde o achado da imagem em 1817, a igreja católica no Brasil dedica este dia à oração e ao louvor a Deus, pela intercessão de Nossa Senhora Aparecida. “O que simboliza para a igreja, como em qualquer festa comemorativa em homenagem a outros padroeiros, mas no caso deste dia 12 em especial por exemplos da mãe de Deus, é o olhar para a afigura desta mulher que optou por ser mãe e seguir os passos de Jesus, sendo discípula e missionária, que é o maior exemplo para a igreja seguir”, comenta.

Como motivação para a igreja católica, existe a pretensão de se espelhar em Maria com o seu jeito de amar, no seu jeito de acolher a palavra de Deus para a sua vida, no jeito que ela decidiu seguir a vontade do Senhor. “Nós nos espelhamos para que também façamos este seguimento de Jesus. Então, dia 12 de outubro, de fato, é um dia emocionante para nós católicos, mas mais que emocionante é um dia de compromisso com a vida”, diz o padre.

Neste dia, o Santuário Nacional de Aparecida de São Paulo recebe cerca de 200 mil visitantes. Durante todo o ano são mais de um milhão de devotos que buscam graças e alguns vão para agradecer nesta referencia brasileira de Nossa Senhora no Brasil. “Se nos olharmos para a história, significa que o povo brasileiro se identifica e muito com a imagem de Nossa Senhora Aparecida” afirma Padre Jackson.

Sérgio da Fonseca, de 44 anos, é motorista e tem como ato de fé em Nossa Senhora há 25 anos. Desde que frequentava o grupo de jovens da paróquia do Santíssimo Redentor, nunca perdeu a fé naquela que ele afirma ser a inspiração para os católicos e afirma que suas conquistas são graças à Santa, motivo pelo qual todos os dias, em casa ou no trabalho ou em situações de angústia, o fiel fala para si e para o mundo "Nossa Senhora passa na frente", confiando que aquele dia será abençoado pela padroeira do Brasil.

Para o motorista, que começou recentemente um novo emprego, sua saúde e conquistas são graças à Nossa Senhora, o que o faz carregar, por amor, a imagem da Santa no bolso por todos lugares que passa. A demonstração de fé de Sérgio é um exemplo de quem acredita, vive e se inspira na história da santa.

O reitor do Santuário de Aparecida, Frei Ednilson, participará pela primeira vez da festividade em Aparecida de Goiânia, já que chegou há pouco mais de dois anos na comunidade, mas diz que toda vez que a data de homenagens voltadas à Nossa Senhora se intensificam, é impossível não se emocionar porque Nossa Senhora representa o povo.  

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)