Sábado, 20 de julho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Lacen de Goiás vai examinar agrotóxicos em águas do País

Postado em: 24-01-2019 as 06h00
Laboratório goiano passa a integrar uma rede de quatro laboratórios nacionais que realizam esse tipo de análise

Higor Santana*

O Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen), foi escolhido pelo Ministério da Saúde, para ser um dos quatro laboratórios de saúde pública do país a realizarem diagnóstico de agrotóxicos em água. O Lacen passa a integrar uma rede de laboratórios nacionais que realizam esse tipo de análise. Os outros laboratórios ficam em São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal.

Devido o laboratório já possuir recursos humanos capacitados e estrutura física para atendimento, foi selecionado para fazer parte da nova rede. Além de participar da rede, o Lacen recebeu no ano passado a certificação internacional que torna ao laboratório, a terceira instituição brasileira autorizada a prestar serviço à Organização Mundial de Saúde (OMS).

O Laboratório já é um dos três nacionais que participam do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA), do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS). Que avalia os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos de origem vegetal que chegam à mesa do consumidor. Os resultados do PARA são um dos principais indicadores da qualidade dos alimentos adquiridos no mercado varejista e consumidos pela população brasileira.

De acordo com o diretor geral do Lacen Vinícius Lemes da Silva, a pré-qualificação pela OMS para análise de medicamentos, obtida pelo LACEN/GO no ano de 2018, assim como a escolha deste laboratório de saúde pública para compor o grupo de laboratórios que realizarão análises de presença de agrotóxicos em água de consumo humano, são resultados de um processo de trabalho e dedicação, não só dos gestores da unidade, mas principalmente da equipe de colaboradores que compõe este serviço, assim como dos investimentos realizados no laboratório.

Reconhecimento

No ano passado o Lacen foi qualificado para fazer análises de medicamentos para a Organização Mundial de Saúde (OMS).  A instituição concedeu o certificado internacional ao laboratório para os serviços de análise de controle de qualidade de medicamentos realizados na unidade. Isso significou que o Lacen/GO é dotado dos padrões técnicos internacionais exigidos para realizar as análises de princípios ativos de medicamentos, quando solicitado pela OMS.

A qualificação foi obtida depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) indicou o Lacen-GO como laboratório com capacidade técnica para prestar este tipo de serviço – isso porque o laboratório estadual já executa este tipo de trabalho há 17 anos. Para conferir se a instituição tinha os padrões necessários, dois inspetores da OMS (França e Letônia) vieram auditar o Lacen em abril de 2018. Desta avaliação fizeram um relatório indicativo dos pontos fortes da entidade, assim como ações corretivas que deveriam ser feitas para o laboratório ser qualificado pela OMS.

Na área de produtos e ambiente do Lacen, mesma área onde serão realizadas as análises de agrotóxico em água, são feitas anualmente 164.717 análises. Já na área de biologia médica, que realiza essencialmente análises de amostras humanas, são feitas, por ano, 152.681 análises. (Higor Santana é estagiário do jornal O Hoje sob orientação do editor de Cidades Rhudy Crysthian) 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar