Domingo, 25 de agosto de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Paciente internado há 3 meses no Hugol vê seu neto andar pela primeira vez

Postado em: 16-05-2019 as 16h15
Luís Antônio sempre quis ver seu neto dar os primeiros passos, mas era impedido por ser proibida a visita de crianças no hospital

Da Redação

A equipe multidisciplinar do Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), realizou visita humanizada com o paciente Luís Antônio Araújo e seus familiares, amenizando a saudade que ele sentia de sua família, em especial de seu neto Pedro, de 1 ano e meio, a quem nunca havia visto andar.

A visita ocorreu em um dos jardins internos do hospital, espaço que auxilia na composição do cenário ideal para a humanização das visitas dos familiares. Para garantir mais segurança a saúde do paciente durante o encontro, em relação a problemas decorrentes de infecções por contaminação externa, foi realizada análise e validação do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde – SCIrAS do HUGOL.

“O Luís é uma pessoa extremamente boa, que ama toda família e todos gostam dele. Ele sempre quis ver o Pedro dando seus primeiros passos, mas infelizmente estava internado quando isso aconteceu. Essa é a primeira vez que ele vê o neto depois da internação, e podemos ver o quanto ficou emocionado através de suas lágrimas. Visitamos o Luís sempre que podemos durante o horário de visitas, e percebemos que ele fica muito feliz, mas hoje foi um dia ainda mais especial”, declarou a nora do paciente, Natália Araújo. 

Internação

O paciente chegou a unidade em fevereiro com uma urgência clínica, e devido ao longo tempo de tratamento, a equipe do hospital decidiu que era importante realizar essa ação. “Tentamos oferecer tratamento individualizado aos pacientes, nesse caso atendendo o desejo do Luís de ver o neto. Havíamos percebido que ele estava muito inquieto, e buscamos realizar esse encontro para acalmá-lo e poder dar um ânimo a mais para continuar sua recuperação”, explicou a psicóloga do Hugol, Letícia Rodrigues.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar