Sexta-feira, 13 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Tocantins enfrenta epidemia de sífilis e HIV

Postado em: 13-08-2019 às 11h00
Situação é tão grave que a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fala em epidemia das duas doenças no estado

Da Redação

O número de pessoas diagnosticadas com doenças sexualmente transmissíveis cresce no Tocantins a cada ano. Em apenas cinco cidades do estado, os dados apontam 2.999 casos confirmados de HIV. A porcentagem de pessoas detectadas com sífilis em Palmas, capital, é duas vezes maior que a média nacional. O número de pessoas soro positivo pode ser ainda maior, pois os dados colhidos pela Secretaria de Saúde se limitam aos pacientes em tratamento. São 1.308 casos em Araguaína e 1.238 em Palmas. Outras 247 pessoas em Gurupi, 131 em Paraíso e 75 em Porto Nacional, também vivem com HIV.

A situação é tão grave, que a Secretaria Estadual de Saúde (SES) fala em epidemia das duas doenças no estado. O Tocantins também registrou mais de 1,5 mil casos de sífilis em 2018. De janeiro a maio deste ano, foram registrados 438 novos casos de sífilis. A média nacional do país prevê 58 casos da doença para cada 100 mil habitantes. No estado, esse índice sobe para 70 casos.

DST

As doenças sexualmente transmissíveis podem ser prevenidas com o uso de camisinha, vacinação em dia, além de manter uma boa higiene pessoal. É importante também evitar contato com equipamentos que não são descartáveis em consultórios médicos, barbearia e salões de manicure. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar