Terça-feira, 10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Homem confessa à polícia ter matado motorista por aplicativo, em Goiânia

Postado em: 03-12-2019 às 18h30
Segundo Uingles, a vítima entrou por rua de contramão e passou por cima de objetos dele. Preso, responderá por homicídio qualificado, com pena de 12 até 30 anos – Foto: Divulgação/PMGO.

Nielton Soares

O coletor de materiais recicláveis, Uingles Queiroz Costa, de 37 anos, confessou na delegacia que matou o motorista por aplicativo Ismael Ribeiro, de 55 anos, na noite dessa segunda-feira (3). Segundo relatou a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), um motivo fútil resultou no homicídio.

Uingles foi preso na tarde desta terça-feira (3) pela Polícia Militar de Goiás (PMGO) ao ser encontrado no Setor Pedro Ludovico. O crime teria acontecido quando o motorista trafegava pela Alameda Coronel Joaquim de Bastos, no Setor Marista, na noite dessa segunda-feira, quando ia buscar uma passageira.

Em depoimento gravado, o acusado relatou que Ismael manobrou o carro, entrando em uma rua de contramão e passou sobre uma caixa dele, que continham objetos encontrados no dia. De acordo com o Uingles, ambos discutiram e a vítima fez sinal de pegar algo dentro do carro, quando ele o atacou, perfurando com um punhal entre o ombro e o pescoço do motorista.

Após isso, Ismael tentou socorro em um hospital particular nas proximidades, chegando a bater o veículo em uma porta de vidro do estabelecimento, quando já estava perdendo os sentidos. Encaminhado para a emergência, não resistiu ao ferimento, indo a óbito por volta das 19h30.

Uingles foi autuado em flagrante, seguirá preso e responderá por homicídio qualificado, a pena para esse tipo crime é de 12 até 30 anos de reclusão.

 

Leia também:

Suspeito de esfaquear e matar motorista por aplicativo é preso, em Goiânia 


Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar