Terça-feira, 14 de julho de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Decotelli entrega carta de demissão após inconsistências no currículo

Postado em: 30-06-2020 às 16h30
Após outras Universidades desmentirem os títulos de Decotelli, a Fundação Getúlio Vargas também afirmou que ele não atuou como professor ou pesquisador da instituição - Foto: Reprodução

Igor Afonso

O ministro da Educação, Carlos Decotelli, chegou ao Palácio do Planalto na tarde desta terça-feira (30) para entregar sua carta de demissão após surgirem inconsistências em seu currículo. Na última segunda-feira (29), a Fundação Getulio Vargas (FGV) informou por meio de nota que o Decotelli não foi professor ou pesquisar da instituição.

Ele teve dois títulos acadêmicos em universidades fora do Brasil desmentidos pelas instituições em que havia afirmado ter realizado e logo após, a FGV se pronunciou desmentindo a atuação de Decotelli na instituição.

Na última segunda-feira (29), após se encontrar com Decotelli, Bolsonaro deu a entender em suas redes sociais que Decotelli permaneceria no cargo e que ele “estava ciente de seu equívoco”, mas destacou que ele “não pretende ser um problema” para a governo.

A posse de Decotelli marcada para hoje (30) foi adiada. Após ser desmentido, a ala militar retirou o apoio a Decotelli.  São três os pontos questionados no currículo de Decotelli:

  • denúncia de plágio na dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV);
  • declaração de um título de doutorado na Argentina, que não teria obtido;
  • e pós-doutorado na Alemanha, não realizado.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar