Segunda-feira, 28 de setembro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Ação apura irregularidades em licitação do Detran; há mandados em Goiânia e no DF

Postado em: 15-09-2020 às 10h00
Ação investiga irregularidades em licitações no Detran na contratação da empresa encarregada de imprimir e entregar documentos de CRV e CRLV| Foto: Reprodução/ Polícia Civil

Eduardo Marques

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (Deccor), iniciou na manhã desta terça-feira (15) a Operação Stop Spooler. A ação investiga irregularidades em licitações no Detran na contratação da empresa encarregada de imprimir e entregar documentos de Certificado de Registro do Veículo (CRV) e o Certificado de Registro de Licenciamento (CRLV). 

Ao todo, são cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Indiara e Distrito Federal. A operação conta com a atuação de 120 policiais civis.

Em nota, o Detran declarou que colabora com as investigações da Polícia Civil e que a investigação é sobre um contrato antigo de licitação com a responsável pelas impressões da CRV e CRLV.

Confira a nota na íntegra:

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) esclarece que apoia totalmente e colabora com a Polícia Civil que, por meio da Delegacia Especializada no Combate à Corrupção (DECCOR), deflagrou na manhã desta terça-feira (15/09) a Operação Stop Spooler. A ação investiga antigo contrato de licitação com a empresa responsável pela impressão de CRV e CRLV, que antes custava R$ 3,57 por documento ao cidadão. O contrato, feito na gestão passada, perdurou de 2014 até 2019, quando a atual gestão do Detran fez uma nova licitação e a vencedora, a Indústria Gráfica Brasileira (IGB), passou esse custo para R$ 0,60. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar