Cidades

PC-GO afasta delegada acusada de alterar depoimento de padre Robson

Postado em: 23-02-2021 às 11h00
Renata Vieira foi citada em áudios e mensagens de celular do religioso. Conteúdo consta na investigação do MPGO e PC-GO sobre desvios de doações de féis | Foto: reprodução

Da redação

A delegada Renata Vieira foi afastada da Polícia Civil de Goiás (PC-GO) de Trindade, na última sexta-feira (19/02). A profissional é suspeitas de praticar irregularidades em uma investigação envolvendo o caso do padre Robson.

A delegada é citada em áudios e mensagens encontradas no celular do sacerdote, apreendido pelos investigadores e que foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo, no último domingo (21/02). Naquela ocasião, o ex-reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno figurava como vítima de extorsão.

A corporação, por meio de nota, informou que, logo após tomar conhecimento da reportagem jornalística, a Gerência de Correições e Disciplina da Polícia Civil instaurou procedimento para verificar as supostas irregularidades.

Durante esse período de apuração interna, a PCGO decidiu pelo afastamento de Renata Vieira da titularidade da Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deam) e de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) do município.

Gravações

Nas trocas de mensagens, padre Robson chega a disser que ele mesmo iria dar um “jeito” em Ubiracimar dos Santos, suspeito de tentar extorqui-lo. “Vou levar um policial e uma pessoa armada para me proteger. A gente vai fazer isso tudo fora do padrão legal. Nós vamos dar um chega nesse caboclo lá, mas vai ser na base do ‘faroeste caboclo’”, ameaça.

Já em outro áudio, o sacerdote pede ajuda da delegada. “É um caso extremo, né? Se for preciso criar uma história em cima disso aí, você ‘tá’ junto comigo. Você me libera dessa situação, se acontecer o extremo ali?”, solicita.

“Renata, eu mandei para você aí, é uma coisa bem laica mesmo. Eu fiz da minha cabeça aqui, se quiser mudar também muda”, disse padre Robson à delegada, o que sugere suposta interferência em um depoimento dele à polícia. Renata responde: “não se preocupe”.

A delegada Renata Vieira negou as irregularidades e disse que é amiga do padre Robson desde 2009. Chegou a presidir a investigação para apurar as supostas extorsões contra o religioso e que o inquérito não foi concluído por estar pendente na Justiça.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar