17 de dezembro de 2017 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
Televisão
19/04/2017 | 06h00
Documentário ‘As Hiper Mulheres’ ganha destaque na TV Brasil no Dia do Índio
Exibido no Festival de Rotterdam, filme foi premiado nos festivais de Brasília e Gramado

Para celebrar o Dia do Índio, comemorado nesta quarta (19), a TV Brasil apresenta o documentário As Hiper Mulher na sessão Cine Nacional, às 23h. A produção destaca o poder feminino em uma comunidade indígena do Alto Xingu, no Mato Grosso. O filme aborda o drama que envolve um ritual realizado pelas mulheres da tribo Kuikuro.

Dirigido por Carlos Fausto, Leonardo Sette e TakumãKuikuro, o longa foi exibido em mais de 20 mostras e festivais, como o de Rotterdam, na Holanda, onde fez parte da seleção oficial. O filme foi premiado no Festival de Brasília com o Kikito Especial do Júri e o Kikito de Melhor Montagem. Já no Festival de Gramado, a produção levou o Candango de Melhor Som.

A trama conta a história de um homem que, temendo a morte da esposa idosa, pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu, para que ela possa cantar uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios enquanto a única cantora – que de fato sabe todas as músicas – se encontra gravemente doente.

O documentário As Hiper Mulheres é uma produção da Vídeo nas Aldeias (VNA), projeto precursor na área de produção audiovisual indígena no Brasil, criado em 1986 a fim de fortalecer as identidades dos povos indígenas e seus patrimônios territoriais e culturais.

Proposta do longa

A produção nacional resulta do encontro entre uma comunidade indígena, os Kuikuro do Alto Xingu, e um conjunto de pessoas não-indígenas, comprometidas em produzir um espaço comum de diálogo e de criação.

A ideia do filme nasce como um projeto de documentação cultural e desemboca em uma intensa e apaixonada produção cinematográfica. Depois de realizarem dois documentários de média metragem – O Dia Que a Lua Menstruou (28’, 2004) e O Cheiro do Pequi (36’, 2006) – os diretores decidiram se arriscar em um novo formato, o do longa metragem, e experimentar uma perspectiva menos discursiva.

Carlos Fausto, Leonardo Sette e TakumãKuikuro queriam fazer um filme sobre a música e os músicos que fosse tão sutil e vigoroso quanto é a expressão musical entre os Kuikuro. Os cineastas escolham as mulheres como personagens principais pela combinação de força e delicadeza, que os surpreendia a cada instante.

Ao acompanhar o ritmo de seus cantos e a vida cotidiana das cantoras, o trio de diretores buscou imprimir uma textura particular à fita, apresentando na tela um mundo diferente, mas ao mesmo tempo familiar em suas emoções, dilemas e alegrias.

A proposta é estimular que os espectadores se encantem com as cores e ritmos, o humor e a sofisticação do mundo kuikuro, sem deixar de perceber que esse mundo também os inclui e também os toca.

Ficha técnica:

Ano: 2012. Gênero: documentário. Direção: Carlos Fausto, Leonardo Sette, TakumãKuikuro. Duração: 80 min. Classificação indicativa: 10 anos.


SERVIÇO:

Cine Nacional ‘As Hiper Mulheres’

Quando: 19 de abril (quarta-feira) 

Horário: 23h

Onde: TV Brasil 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)