19 de junho de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
SERTANEJO
13/01/2018 | 06h00
Transformando Vidas: noite beneficente com sanfona e viola
Atrações se apresentam, nesta segunda-feira (15), em evento para promover o bem

GUSTAVO MOTTA*


Realizar um encontro musical para ajudar quem necessita – é com esse intuito que a 3ª edição do evento Precisava Ajudar ocorre em Goiânia, na segunda-feira (15), e conta com apresentações de grandes nomes da música sertaneja como Marília Mendonça. Zé Neto & Cristiano, Gabriel Gava, Cleber & Cauan, entre outros. A noite de shows vai acontecer no espaço Sabor da Picanha, no Parque Anhanguera, às 20h. “O evento costuma ser marcado para dezembro, mas para combinar com a agenda de todos os artistas, resolvemos que seria melhor realizar o encontro em janeiro”, conta o organizador Matheus Boaba.

“O evento foi idealizado por mim, em parceria com o Rafael Magalhães, ainda em 2015”, afirma. Matheus conta que espera cerca de 800 pessoas para prestigiar os artistas e contribuir com a iniciativa – que vai destinar o dinheiro arrecadado para obras sociais do Instituto Transformando Vidas: “O projeto é formado por pouco mais de uma dezena de pessoas que saem às ruas atendendo pessoas que precisam de algum tipo de auxílio, com mantimentos, roupas, agasalhos ou remédios”. As ações sociais partiram da mãe de Marília Mendonça, que coordena as atividades do instituto.


Boa ação

“Acredito que o artista pode agregar outras pessoas ao mesmo intuito de ajudar o próximo”, destaca a sertaneja. O idealizador pontua que artistas de renome na música popular têm muita visibilidade em suas ações, e por isso eles podem influenciar outras pessoas a fazerem o bem também: “Fãs e seguidores podem se sensibilizar com as demandas de quem necessita de auxílio”. Matheus Boaba afirma que um dos diferenciais do projeto é a destinação de verbas para atividades sociais em Goiânia: “A maioria dos eventos desse tipo visam ajudar instituições de fora, como o Hospital do Câncer em Barretos, mas são poucos os que olham para as necessidades locais”.

Boaba defende o fomento às boas ações fora da Capital, mas acredita que muitas vezes as necessidades locais ficam negligenciadas pelas pessoas daqui. “Foi pensando nisso que eu e o Rafa criamos o evento, e nós mesmos contatamos com diversos artistas para que nos ajudem a arrecadar dinheiro para quem precisa”, afirma. O Sabor da Picanha já recebeu outros eventos da mesma natureza, e ao longo dos anos o idealizador construiu uma amizade com vários artistas sertanejos. “Inclusive já estou sondando nomes para a próxima edição do Precisava Ajudar e tenho falado com Fred & Gustavo, Maiara & Maraísa e a dupla Edson & Hudson”, antecipa.


Evento

A primeira edição do Precisava Ajudar aconteceu em 2015, seguida pelo retorno em 2016. “O evento sempre acontecia anualmente em dezembro – mas agora em 2018 teremos três edições”, comemora. A noite de segunda (15) representa a edição que não aconteceu em dezembro: “Por ser um evento beneficente, precisávamos fazer alguns ajustes na data para atender às disponibilidades dos cantores e duplas convidadas, e para que não houvessem conflitos de agenda”.

Além da noite adiada, 2018 vai receber um novo encontro musical em julho e outro ao fim do ano, em dezembro. “Queremos que isso se torne uma tendência”, afirma o idealizador. Boaba relembra que o Precisava Ajudar contou com 700 pessoas quando surgiu em 2015, e espera que 800 compareçam à nova edição: “A tendência é sempre essa, de crescer e ajudar cada vez mais quem precisa”. As entradas têm o valor único de R$ 200, mas o organizador pretende dividir o espaço em pistas e mesas que serão de livre acesso.

Metade do valor (R$ 100) corresponde ao repasse financeiro da consumação. “O cardápio vai ser algo simples, com petiscos e mesa de frios para o público”, conta. As bebidas disponíveis serão cerveja, whiskey, energético, água e refrigerantes para crianças. “O evento não tem uma censura de idade, mas cabe aos responsáveis saber como as crianças vão reagir ao som e às luzes, além do movimento intenso de pessoas – por isso recomendamos que menores de quatro anos fiquem em casa”, reforça.

O organizador ressalta que nenhum artista está recebendo cachê para se apresentar: “É importante cada um contribuir, seja com seu talento, instrumento ou tempo para divertir e alegrar as pessoas”. O evento conta com organização da própria casa que o recebe, e também do projeto Precisava Escrever, mantido por Rafael Magalhães – autor de publicações independentes. Empresas como o Clube Crossfight, Mari Press e Criaí também colaboraram: “Teve quem pagou hotel e passagem para os sertanejos, teve quem disponibilizasse equipamentos de som e luz – cada um ajudou à sua maneira”.


Estrutura

Para manter a segurança no local, a organização do evento realizou uma parceria com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSPAP) que vai disponibilizar viaturas do 7º Batalhão da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), responsável por manter patrulhas e diligências na região do Parque Anhanguera. Matheus Boaba pontua que profissionais particulares também vão reforçar o esquema de segurança: “Teremos 15 seguranças nossos”. Além disso, procedimentos de revista vão acontecer na entrada.

O organizador conta que o ambiente tem a estrutura necessária para acomodar público e artistas – que vão entrar por lugares diferentes. A edição de 2016 foi recebida pelo Bahrem Bar e Restaurante: “O pessoal da casa já promove eventos da mesma natureza, e na edição sediada por eles, tivemos cerca de 500 pessoas aproveitando cada momento com boa comida e atrações musicais”, relembra Boaba. Desta vez, é esperado que a noite sertaneja alcance a capacidade máxima no Sabor da Picanha.


Atrações

A tendência de organizar duas edições anuais deve contar com um rodízio de cantores. O idealizador afirma que o clima do evento deve ser de descontração: “Cada artista chega, pega seu violão e apresenta a sua música no clima mais intimista e caseiro possível”. Matheus conta que nem mesmo ensaios devem ser realizados no ambiente, para tornar o encontro mais natural possível. Por outro lado, as apresentações devem contar com uma estrutura especial de luz e som.

“Vamos começar a montagem da estrutura na noite de domingo, e os trabalhos para preparação do local devem seguir pela madrugada”, prevê o organizador. O line-up geral das atrações é composto por Zé Henrique & Gabriel, Rick & Giovani, Humberto & Ronaldo, Luiza & Maurílio, Racyne & Rafael, Edy Britto &  Samuel, Cleber & Cauan, Zé Neto & Cristiano, além dos cantores Gabriel Gava e Kleo Dibah, e a diva da sofrência Marília Mendonça.

“É sempre muito especial cantar em Goiânia, especialmente para artistas do sertanejo, porque existe uma emoção diferente”, avalia a artista. A intérprete de Transplante (lançada em 2017 com participação de Bruno & Marrone) conta que se apresentar na Capital traz memórias do começo de carreira, de parcerias e amizades: “É muito emocionante revisitar esses momentos”, conclui.


SERVIÇO

‘Precisava Ajudar’ – evento beneficente

Quando: segunda -feira (15)

Onde: Sabor da Picanha (Avenida Contorno Sul, nº 835, Parque Anhanguera - Goiânia)

Horário: 20h

Entrada: R$ 200  à venda no local. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)