Cultura

Brasil, Bolívia e Nicarágua realizam a webconferência ‘Justiça para Adolescentes’

Postado em: 07-06-2019 às 06h00
Cultura

Em busca de melhores experiências para melhorar o sistema socioeducativo goiano, a Secretaria de Desenvolvimento Social de Goiás (Seds) – em parceria com o Instituto Promover (Iphac) e a Câmara Municipal de Goiânia – realizam, nesta sexta-feira (7), a webconferência Justiça para Adolescentes com representantes da instituição suíça Fundação Tutator e dos governos da Bolívia e Nicarágua. O evento é aberto ao público.

O objetivo da conferência é iniciar um diálogo sobre as boas práticas entre Brasil, Bolívia e Nicarágua e compartilhar experiências que sirvam ao desenvolvimento do sistema penal para adolescentes. Na ocasião, serão apresentadas as experiências da Nicarágua e da Bolívia com o sistema de monitoramento das medidas socioeducativas da Fundação Tutator.

A instituição suíça é referência mundial no desenvolvimento de tecnologias a serviço de sistemas de ressocialização de jovens, em especial na América Latina. A exemplo, Nicarágua é sucesso na gestão de seu sistema de ressocialização de jovens em conflito com a lei. Segundo os dados apresentados pelo Escritório Técnico de Monitoramento do Sistema Criminal Adolescente da Nicarágua, houve uma inversão de índices da situação de jovens em meio fechado e aberto no país.

Em 2008, ano da adoção do programa (da Tutator), 98% dos jovens estavam em processo de reeducação em meio fechado e apenas 2% em meio aberto. Em 2015, os números já eram bem outros, com 80% dos jovens em meio aberto e apenas 20% no fechado. 

Para o diretor geral do ­Iphac, Valdinei Valério, conhecer as melhores ferramentas programas e atores envolvidos na causa de ressocialização de jovens ajuda na reeducação dos jovens infratores. “É preciso integrar programas sociais com a tecnologia para criar um ciclo entre escola, família, sociedade e mercado de trabalho, para que haja ressocialização desses jovens em conflito com a lei. Precisamos trabalhar com começo, meio e fim”, completa.

A webconferência será realizada, das 16h às 17h30, na Sala das Comissões da Câmara Municipal de Goiânia. Nesse momento de conhecimento das etapas do projeto, desde sua concepção até sua operação, será retratada a experiência do Supremo Tribunal de Justiça do Governo da Nicarágua, com a apresentação da senhora Arelli Méndez Varela, técnica de acompanhamento do Sistema Penal de Adolescentes do Supremo Tribunal de Justiça da Nicarágua (OTSSPA). 

Participarão da conferência o diretor geral do Iphac, Valdinei Valério; o secretário de Desenvolvimento Social de Goiás (Seds), Marcos Cabral; a chefe Nacional de Justiça Juvenil e Direitos Fundamentais do Ministério da Justiça da Bolívia, senhora Yara Rojas; a técnica de Acompanhamento do  Sistema Penal de Adolescentes do Supremo Tribunal de Justiça da Nicarágua, Arelli Méndez Varela; e representantes da Funcação Tutator. A webconferência será aberta ao público. (Redação de O Hoje)

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar