Cultura

Goiás se mantém entre os estados com mais cirurgias estéticas

Postado em: 18-01-2021 às 15h20
Das opções, as duas mais realizadas são o aumento de mama e a lipoaspiração | Foto: divulgação

Jordana Ayres

Procurando estar sempre em forma, cada vez mais mulheres optam por procedimentos e cirurgias estéticas que garantem o corpo ideal de maneira rápida e duradoura, mesmo sabendo de todas as possíveis complicações que a decisão possa trazer.

Segundo informações de uma pesquisa de 2018 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica de Goiás (SBCP-GO), Goiás é o quarto estado no Brasil que mais faz cirurgias plásticas no país, ficando atrás de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.  Os dois procedimentos mais realizados no centro cirúrgico são a mamoplastia e a lipoaspiração.

O primeiro procedimento consiste na implantação de uma prótese de silicone na mama, promovendo o aumento do volume dos seios, ajudando no combate da flacidez, promovendo maior conforto, firmeza e simetria; em alguns casos, também ajuda a corrigir deformações. Já a lipoaspiração remove as gorduras localizadas na barriga, braços, coxas, pernas e cintura através do auxílio de cânulas ligadas a um aparelho a vácuo, promovendo, assim, a modelagem do corpo. 

A esteticista corporal Cleomar Ayres de Lima conta que atende em média quatro clientes por dia, todas mulheres recém operadas. “ Os meses de maior procura de atendimento são julho, dezembro e janeiro, ou seja, aqueles períodos que estão de férias e podem tirar esse tempo para se recuperar. Eu atendo em média quatro pacientes por dia, contando apenas as operadas que necessitam de uma atenção maior. Muitas já se recuperaram mas continuam fazendo as massagens estéticas e/ou modeladoras como um meio de garantir a lipo, diminuir as celulites etc.” 

Cleomar afirma que as drenagens linfáticas são de extrema importância para as clientes, pois trazem alívio a elas. “A drenagem é responsável por trabalhar todos os pontos do corpo que eliminam as toxinas do organismo, conseguindo combater a retenção de líquido, ou seja, o inchaço. Além disso, ela também serve como uma forma de alívio”, completa.

O cirurgião plástico há 13 anos, Fernando de Nápole que atua em Goiânia, percebendo o aumento da demanda em lipoaspiração buscou conhecimento com uma das mais modernas tecnologias do mundo quando o assunto é tratamento de flacidez de pele. O Renuvion – Reshaping Whats, um equipamento que após a lipoaspiração é capaz de promover uma retração de até 50% da pele, com jato de plasma e radiofrequência, proporcionando assim menor probabilidade de flacidez após uma lipo, atuando em dois planos: na pele e no subcutâneo. 

 "Com o lipo a laser conseguimos uma retração na pele de 10 a 15%, o que era considerado muito bom. Já com jato de plasma e radiofrequência realizada por esse equipamento, estudos preliminares mostraram uma capacidade de retração cutânea de 30 até 50%, na região tratada. Isso muda completamente a perspectiva dos resultados de tratamento de flacidez para um patamar que antes era inatingível”, explica o doutor.

Este novo procedimento é aplicado ao final da lipoaspiração em áreas como abdômen, costas, coxas e papada. O handpiece é introduzido e posicionado logo abaixo da pele, na subderme, onde é acionado, havendo liberação de gás hélio e radiofrequência para criar um fluxo preciso de energia. Ele produz calor suficiente para alcançar temperaturas superiores a 85º C nos septos do subcutâneo, e 42º C na pele, gerando calor suficiente para contrair a pele enquanto, ao mesmo tempo, o excesso de gás hélio resfria a área de tratamento evitando queimaduras. 

A variação dos resultados está relacionada principalmente à qualidade da pele e à quantidade de colágeno existente em cada paciente. Pessoas jovens, sem estrias e com tecido subcutâneo firme, são as que têm melhor poder de retração.

A recuperação e as incisões são semelhantes ao da lipoaspiração tradicional, porém o tempo cirúrgico aumenta em média 30 minutos para tratamento de uma área específica.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar