16 de dezembro de 2017 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
No vermelho
11/10/2017 | 18h22
Goiás tem queda em número de vendas no comércio de varejo
Estado ficou abaixo da média nacional. Variação negativa de maior peso foi a de livros, jornais, revistas e papelaria, com declínio de -20,0%

Os tempos são de vacas magras. No mês de agosto, Goiás passou pelo maior recuo do país em números de vendas do comércio de varejo. Se comparado ao ano passado, o volume de vendas teve uma queda de -8,0%, ficando na 33ª taxa negativa consecutiva. A situação, no entanto, foi um pouco melhor do que a registrada no mês de julho, em que o recuso registrado foi de -9,4%.

Na avaliação geral, o País seguiu na corrente contrária, avançando 3,6% e contabilizando o 5º resultado positivo no balanço anual. As variações negativas seguiram em diversos âmbitos para o Estado, como para o volume de vendas do comércio varejista ampliado, que compreende além do varejo, atividades de veículos, motos, partes e peças, bem como materiais de construção. A queda registrada foi de -7,0.

O crescimento acumulado nos últimos 12 meses foi de -8,5%, recuo maior do que em todas os outros Estados do País. As únicas atividades que fazem parte do comércio varejista de Goiás e que obtiveram resultados positivos em se tratando de vendas foram o comércio de móveis e eletrodomésticos, com um aumento de 16,9% e de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e perfumaria, que cresceu 9,0%. A variação negativa de maior peso foi a de livros, jornais, revistas e papelaria, com declínio de -20,0%. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)