15 de outubro de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Volta às aulas
11/01/2018 | 15h00
Vai comprar material escolar? Confira 5 dicas de como economizar
Reaproveitar materiais antigos e comprar itens usados estão entre as ações que ajudam a poupar dinheiro

Um dos gastos mais temidos do início de ano, além do pagamento dos impostos do carro (IPVA) e do imóvel (IPTU), envolve a volta às aulas. Desde taxas de matrícula e rematrícula até a compra de uniformes, a lista de despesas é tão grande quanto à lista de material escolar solicitada pelas instituições de ensino.

Porém, o dinheiro desembolsado na compra dos materiais pode ser muito menor se algumas práticas para economizar forem adotadas. Para o professor de Economia da Faculdade Estácio, Lucas Furtado, a dica é se planejar na hora de ir às compras. “Organizar os artigos utilizados no ano passado, verificar a possibilidade de trocas de livros didáticos e reunir outros pais para compras coletivas são as formas mais eficazes de economizar”, afirma.

Outra ferramenta importante para poupar dinheiro é a conscientização dos futuros estudantes da responsabilidade em economizar e colaborar para economia familiar. “Explicar para as crianças a relevância de conter gastos na hora de adquirir os materiais escolares pode gerar uma grande economia no final da compra”, comenta o professor da Estácio.

Confira mais dicas:

Recicle e reaproveite: Você pode fazer um balanço do que sobrou do ano passado e reutilizar, mas também pode criar coisas novas usando as usadas (há ótimas ideias na internet). Como pintar os estojos de outras cores e colar adereços nas mochilas, para parecerem diferentes do ano anterior.

Comprar materiais usados: Comprar livros, estojos, mochilas e outros itens de segunda mão pode ser uma excelente opção para quem deseja economizar. Essa prática pode ser feita tanto em lojas físicas - como brechós e sebos - quanto em sites especializados em itens usados. Outra opção é procurar pais de crianças mais velhas, que possam emprestar ou vender seus livros usados.

Negocie com a escola: Muitas vezes não é preciso comprar todos os itens da lista de uma só vez, já que diversos materiais serão usados ao longo do ano letivo. Caso exista essa possibilidade, verifique quais produtos deverão ser comprados primeiro.

Compare os preços dos materiais: Faça uma pesquisa nos principais comércios (bairro e região), já que as variações podem ser bem expressivas entre um estabelecimento e outro. Dentro da loja, tenha paciência para encontrar os itens que valem à pena.

Compre apenas o necessário: Escolas não podem pedir itens de uso coletivo em suas listas, como papel higiênico, sabonete, grampos e clipes. Também não é permitido que exijam a compra de marcas e modelos de material em estabelecimentos específicos aos pais. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)