18 de outubro de 2018 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Produção
12/01/2018 | 08h30
Goiás é primeiro no País em crescimento industrial
De acordo com a pesquisa, no acumulado dos últimos 12 meses, o índice da indústria nacional subiu 2,2%, a maior alta desde setembro de 2013

A indústria goiana cresceu 17% de novembro de 2016 a novembro de 2017 e apresentou o maior crescimento dentre 15 estados avaliados. O dado consta na Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Goiás saiu à frente com índice de crescimento de 17%, e o Estado do Pará se destacou em segundo lugar, com aumento industrial de 10,7%.

O IBGE constatou que o crescimento da indústria em Goiás foi impulsionado principalmente pelos setores de produtos alimentícios (açúcar cristal, leite esterilizado/UHT/Longa Vida, óleo de soja refinado, leite em pó e carnes de bovinos congeladas, frescas ou refrigeradas), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (álcool etílico e biodiesel), e veículos automotores, reboques e carrocerias (automóveis).

De acordo com a pesquisa, no acumulado dos últimos 12 meses, o índice da indústria nacional subiu 2,2%, a maior alta desde setembro de 2013 (+2,3%), com taxa positiva em 12 dos 15 locais pesquisados. Os principais destaques foram para os estados do Paraná (+4,9%), Santa Catarina (+4,6%) e Goiás (+3,7%).

Já no índice geral, a indústria brasileira subiu 0,2% em novembro contra outubro; 4,7% na comparação com igual mês do ano passado, e 2,3% no acumulado do ano até novembro. Por outro lado, Amazonas, Rio de Janeiro e Ceará tiveram taxas negativas em novembro, de 3,7%, 2,9% e 2,3%, respectivamente.


Crescimento em Goiás

O governador Marconi Perillo comemorou os índices divulgados pelo IBGE e tem observado que o crescimento da indústria no Estado é também resultado da política de benefícios fiscais do governo estadual, da diversidade, dinamismo e força da economia goiana. Somente no mês de dezembro do ano passado, governador assinou protocolo de intenções com representantes de 22 empresas que vão se instalar em Goiás ao longo de 2018. Juntas, elas investirão R$ 800 milhões no Estado e gerarão nove mil novas vagas de emprego.

Dentre essas empresas está a Jac Motors, que fará com que Goiás passe a contar com seis montadoras de veículos. Em maio de 2017, empresas de mineração anunciaram investimento de R$ 2,3 bilhões em Goiás. Os investimentos anunciados no exercício de 2017 apontam que a expansão da indústria goiana deve continuar em ritmo acelerado em 2018. 

Tópicos:  Produção,   Industrias,   Goiás

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)