22 de setembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Bilhetes
22/02/2018 | 15h30
Morador de Jataí leva o prêmio principal do 37º sorteio da Nota Fiscal Goiana
Entidade ganhadora do prêmio social, no valor de R$ 50 mil, foi a Casa de Apoio São Luiz, de Aparecida. Bilhetes gerados para esta premiação são referentes às compras realizadas no mês de dezembro

Com apenas dois bilhetes, o morador de Jataí Paulo Ricardo Alves Barbosa foi o ganhador do prêmio de R$ 200 mil no 37º sorteio da Nota Fiscal Goiana, realizado nesta quinta-feira (22) pela Secretaria da Fazenda (Sefaz).

O bilhete premiado foi sorteado eletronicamente entre os mais de 1,8 milhão de bilhetes gerados a partir das notas fiscais com CPF dos consumidores inscritos. A entidade ganhadora do prêmio social, no valor de R$ 50 mil, foi a Casa de Apoio São Luiz, de Aparecida de Goiânia.

Paulo Ricardo está inscrito na Nota Goiana desde julho de 2015, primeiro ano do programa. Além dele, também foram sorteados, como ocorre mensalmente, outros 150 consumidores para os prêmios de R$ 500 e de R$ 1 mil.

Os bilhetes gerados para esta premiação são referentes às compras realizadas no mês de dezembro com o CPF na nota fiscal. “O ganhador do prêmio principal do sorteio de hoje concorreu com apenas dois bilhetes gerados a partir de uma única compra. Cada R$ 100 em compras com o CPF equivale a um bilhete”, detalha o coordenador do Programa Nota Fiscal Goiana, Leonardo Vieira de Paula. O sorteado deve acessar este site e preencher o formulário com dados da conta bancária de sua titularidade para onde a Sefaz irá transferir o dinheiro quando for efetuar o pagamento.

 Foto: Denis Marlon

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)