15 de dezembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
IBGE
12/07/2018 | 11h50
Vendas no comércio varejista avançam no mês de maio em Goiás
Goiás registrou terceiro avanço consecutivo na variação no volume de vendas, acompanhando o movimento do Brasil, que manteve a sequência de avanços, com 2,7%

Da Redação*

Em maio de 2018, o volume de vendas do comércio varejista de Goiás apresentou avanço de 1,9%, na comparação com maio de 2017. Goiás registrou terceiro avanço consecutivo na variação no volume de vendas, acompanhando o movimento do Brasil, que manteve a sequência de avanços, com 2,7%, representando o décimo quarto resultado positivo consecutivo, na mesma base de comparação.

Já na comparação com o mês de abril de 2018, o volume de vendas do comércio varejista goiano não apresentou variação em maio de 2018, enquanto a variação nacional foi de -0,6%. No ano, o varejo em Goiás acumulou redução de 3,1%, já o Brasil avançou 3,2%.

O comércio varejista ampliado goiano (varejo e mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção), registrou recuo de 1,8%, na comparação com mesmo mês do ano anterior. As taxas acumuladas no ano e nos últimos 12 meses foram de 0,1% e -4,5%, respectivamente.

Os dados para as diferentes atividades que compõem o comércio varejista e o comércio varejista ampliado, em Goiás e no Brasil, são apresentados na Tabela 2. O crescimento acumulado nos últimos 12 meses do comércio varejista goiano ficou em -6,0%, em oposição ao avanço registrado para o conjunto das unidades da federação investigadas, que foi 3,7%. Com relação ao comércio varejista ampliado goiano, no acumulado dos últimos 12 meses (-4,5%), também observou-se oposição à variação registrada pelo Brasil (6,8%), na mesma base de comparação.

Das diferentes atividades que compõem o comércio varejista de Goiás, seis apresentaram variação positiva do volume de vendas no mês de maio de 2018, frente a maio de 2017: Tecidos, vestuário e calçados (14,5%), Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (6,0%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (5,3%), Outros artigos de uso pessoal e doméstico (3,8%), Móveis e eletrodomésticos (1,1%) e Equipamentos e materiais para escritório informática e comunicação (0,8%). A maior variação negativa foi verificada no comércio varejista de Livros, jornais, revistas e papelaria (-22,8%), seguida de Combustíveis e lubrificantes (-14,1%).

O índice do volume de vendas do comércio varejista ampliado em Goiás (que acrescenta às atividades acima, as revendas de Veículos, motocicletas, partes e peças e de Materiais de construção) em maio de 2018 apresentou um recuo de 1,8% na comparação com maio de 2017. As atividades de Veículos, motocicletas, partes e peças e de Materiais de Construção, que se acrescentam para compor o indicador, registraram recuo de 8,8% e 5,3%, respectivamente.

Regionalmente, para o volume de vendas do comércio varejista, 20 das 27 unidades da federação assinalaram avanço em maio de 2018 sobre o mesmo mês do ano anterior. Os dados referentes a esta comparação no Gráfico abaixo, permitem também posicionar a variação do volume de vendas de Goiás em relação às demais Unidades da Federação.

 

Tópicos:  Comércio,   Varejo,   Goiás,   IBGE

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)