13 de novembro de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Economia
Recuperação
15/10/2018 | 06h00
Setor de supermercado movimenta economia no Estado
Segmentos de alimentos e supermercados estão mais confiantes e retomam aportes financeiros para expansão dos mercados

Alejandro diz que o segmento de supermercados ainda tem muito mercado para crescer em Goiás

O mercado finalmente volta a tomar fôlego e os investimentos a reaparecer. Os cenários políticos e econômicos têm movimentado a economia e as vendas experimentam leve crescimento. De janeiro a setembro de 2018, Goiás registrou a abertura de 16.041 empresas, segundo informações da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg), resultado do otimismo do empreendedor.

Em agosto, as vendas de autosserviço apresentaram alta de 1,35% na comparação com o mês de julho e alta de 3,64% em relação ao mesmo mês do ano de 2017, de acordo com o Índice Nacional de Vendas, apurado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). No resultado acumulado do ano, as vendas apresentaram crescimento de 1,99% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram crescimento de 1,26% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a agosto do ano passado, alta de 7,97%. No acumulado do ano o setor registra alta de 5,48%.

Nos últimos 12 meses, o setor de alimentos e bebidas cresceu 1,9%, segundo dados da Nielsen. De acordo com o instituto, os consumidores gostariam que houvesse mais produtos que facilitam o estilo de vida (27%) e produtos práticos de usar (26%).

É apostando nessas novas tendências de consumo que empresas têm aplicado recursos. Em Goiás, uma indústria alimentíciainvestiu pesado para ampliar o portfólio em 2018. Entrando na linha de snacks, já lançou amendoim, batata frita e agora insere os salgadinhos no mercado. Ao todo são dez opções de sabores. O grande diferencial do produto é ser livre de transgênicos. Feito de milho, ele é assado e sem glúten. 

As opções de sabores são natural, presunto, queijo, galinha, parmesão, churrasco, requeijão, cebola e salsa e os exclusivos hambúrguer e pimenta. A GSA investiu em ampliação do parque industrial, com a aquisição de novos maquinários e a geração de empregos.

No mesmo cenário, uma grande rede de supermercados seguiu na contramão da tendência e abriu as portas de mais uma loja, em Aparecida de Goiânia. No Bairro Cardoso, o formato escolhido foi o atacarejo, inédito para a rede. Ao todo, o mix é composto por sete mil produtos em três mil metros quadrados de loja.“Temos um grande potencial de crescimento na região e optamos em proporcionar ao consumidor a possibilidade de fazer suas compras do mês com redução significativa de preço”, explica o diretor geral do Bretas, Alejandro Arruiz. 

A expectativa é que o fluxo de clientes aumente em 120%. Já o ticket médio deve ser elevado em 10%, sendo que a perspectiva é de que o faturamento mais que dobre, chegando a um crescimento de 150% em vendas.

A opção se difere de lojas atacado por oferecer serviços como açougue e padaria, por exemplo.Ao todo, a loja emprega cerca de 100 colaboradores diretos e indiretos.

Os investimentos se estenderam aos equipamentos, com destaque para refrigeração, balcão de congelados e equipamentos de padaria, que será oferecida como autosserviço. O espaço interno e estacionamento, com 188 vagas, possuem iluminação de LED, sendo que as gôndolas também são iluminadas. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)