20 de maio de 2019 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Dia do Aposentado
24-01-2019 | 06h00
Aposentados encontram no mercado de trabalho oportunidade para continuarem na ativa
Contratação de talentos experientes amplia quadro de funcionários e agrega experiência às atividades do dia a dia

Da Redação

Envelhecer sem trabalhar já não é mais uma realidade tão comum no Brasil. Hoje (24), Dia Nacional do Aposentado, é um bom dia para lembrar que 21% desse público continua trabalhando, segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). 

Dos entrevistados, 48% disseram que querem se sentir produtivos nessa fase da vida e 46% buscam manter a mente ocupada.Nove em cada dez dos idosos, contribuem financeiramente com o orçamento, sendo que 43% são os principais responsáveis pelo sustento da casa.  

Embora atuem ativamente,43% reconhecem que tiveram dificuldades para conseguir uma oportunidade, principalmente por enfrentar preconceito com a idade avançada. Um ponto preocupante, uma vez que os idosos agregam às empresas experiência e comprometimento, ao lado do entusiasmo e euforia dos mais jovens.

Em Goiás, o cenário é um pouco diferente. Desde 2017, O Bretas, que integra a Cencosud Brasil, adotou a qualidade de vida para pessoas acima de 50 anos como seu compromisso social. A companhia incentiva a contratação de profissionais acima desta faixa etária e também realiza ações com foco na qualidade de vida deste público nas comunidades onde está presente. De lá para cá, os números são significativos. Nas lojas de Goiás e Minas Gerais trabalham 631 pessoas acima de 50 anos. Só em Goiânia são 144.

Luzia Araújo, copeira do supermercado, é um desses exemplos. Aposentada por idade desde maio do ano passado, optou em continuar no mercado de trabalho. “Trabalho aqui há 10 anos e nunca pensei em parar de trabalhar, ainda me sinto firme.” Segundo ela, ficar em casa para cuidar dos netos não faz parte dos planos para os próximos meses. “Quero trabalhar até os meus 70 anos.”

O mesmo aconteceu com Geraldo Moreira Gomes, fiscal de prevenção de perdas do supermercado há 11 anos, sendo que aposentou por idade há cinco. “Eu estou acostumado a trabalhar, levantar 5 horas da manhã todo dia”, comenta, revelando que não pensa em ficar parado.

O Bretas aproveita a rotatividade de colaboradores para contratar profissionais acima de 50 anos. “Após certa idade, muitos não conseguem recolocação, reduzindo seu poder de compra e qualidade de vida. O varejo é tido como maior empregador privado do país e, por meio deste programa, temos a oportunidade de fazer a diferença”, afirma Fábio Oliveira, gerente de Investimento e Responsabilidade Social da Cencosud Brasil. 

Os interessados podem cadastrar currículo no Banco de Talentos pelo site www.vagas.com.br/cencosudbrasil

 

(62) 3095-8700