Terça-feira, 10 de dezembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Economia

Jovens empreendedores inovam e conquistam mercado de barbearias

Postado em: 16-11-2019 às 21h00
Sob o comando de jovens empresários, barbearias se multiplicam em Goiânia - Foto: Ruber Couto

Leandro de Castro

Considerada uma das profissões mais antigas e respeitadas do mundo, o ofício de barbeiro surgiu na Grécia Antiga, em meados do século XVII. Reconhecido como conselheiros sociais e exercendo, até mesmo, o papel de cirurgiões e dentistas, os barbeiros da Idade Média chegavam a receber o título de “cirurgiões-barbeiros”, uma vez que, também eram procurados pelas pessoas que buscavam solucionar algum problema relacionado à saúde. Nessa época e, especificamente nas culturas antigas, a barba era considerada símbolo de força e coragem e, o ato de tocar nos cabelos ou na barba de alguém sem a devida permissão, poderia render sérias punições. Diante disso, o barbeiro era visto como figura de confiança e respeito para muitos homens.

Mas o tempo passou, a modernidade chegou e a profissão se reinventou, registrando forte presença, principalmente nas grandes cidades. Passando de geração para geração, o ofício de barbeiro nunca esteve tão em alta como atualmente e um detalhe específico tem chamado a atenção: o crescimento dos jovens que têm empreendido no ramo de barbearias. Na década de 90, os donos de barbearias, geralmente, eram senhores na faixa dos 50 a 60 anos, hoje, é cada vez mais comum entrar em uma barbearia e encontrar jovens entre 20 e 25 anos à frente do negócio. Isso vem acontecendo, principalmente, pela expansão do mercado da beleza no Brasil e pelo fortalecimento do empreendedorismo jovem. 

Segundo a Associação Brasileira de Franchising - ABF, o ramo de saúde, beleza e bem-estar cresceu em média 10% na última década, atingindo um faturamento de R$ 100 bilhões. Deste total, 30% procedem apenas do público masculino. De acordo com números apresentados pelo Euromonitor International, instituto de pesquisa que monitora o setor de beleza em 80 países, a tendência é que o mercado brasileiro voltado para estética masculina evolua ainda mais. Segundo o estudo, nos últimos cinco anos, o setor de beleza voltada para os homens dobrou e a previsão é que ele continue crescendo mais de 7,1% até o fim deste ano, movimentando aproximadamente US$ 6,7 bilhões em vendas. Ainda de acordo com um levantamento realizado pelo Sebrae com 2.132 empreendedores, a ideia de se tornar um empreendedor já está nos planos futuros de boa parte dos jovens brasileiros, tanto que 1 em cada 3 empresários entrevistados pensavam em abrir o seu próprio negócio antes mesmo de completar 18 anos. 

Em Goiânia, essa realidade tem sido comprovada pelo número de barbearias comandadas por jovens.  Das mais simples às mais sofisticadas, os empreendimentos têm ganhado espaço na cidade e conquistado clientes de todas as faixas etárias. Hyulli Leonardo, de 24 anos, é um desses empreendedores. Com oito anos atuando no ramo, o jovem resolveu abrir o seu próprio negócio há três anos. Hoje, ele é dono da “Barbearia Império do Corte”, localizada na região Norte de Goiânia e se diz realizado com o negócio. “Depois de trabalhar por muito tempo em outros estabelecimentos como funcionário, decidi abrir o meu próprio espaço de trabalho porque além de ser mais vantajoso profissionalmente, ainda possibilita maiores ganhos”, explica.

Hyulli Leonardo, de 24 anos,  é proprietário da "Barbearia Império do Corte", na região Norte de Goiânia - Foto: Ruber Couto 

Segundo ele, a média de atendimentos diários é grande e os serviços variam de um simples corte de cabelo até procedimentos mais complexos. “Tenho um bom fluxo de clientes diariamente que buscam desde o corte cabelo a outros serviços como barba, progressiva, sobrancelha e coloração. É uma boa área para investir e com grandes perspectivas de crescimento”, afirma.

Luis Junior, de 23 anos, é outro exemplo de jovem empreendedor que decidiu apostar no mercado da beleza. No final de 2018, o jovem empresário abriu a “Vegga´s Club”, na região Noroeste de Goiânia. Após conquistar uma boa clientela trabalhando em outros locais, Luis percebeu que já era o momento de investir em um negócio próprio. “Desde pequeno sempre admirei a profissão e resolvi me dedicar nesse ramo. Fiz o curso de barbeiro e cheguei até em trabalhar em outras barbearias, porém, com menos de um ano, já tinha uma boa quantidade de clientes o que me motivou a abrir o meu próprio estabelecimento”, relata.


Luis Júnior, de 23 anos, comanda a “Vegga´s Club”, na região Noroeste da Capital - Foto: Ruber Couto

Apesar de estarem à frente de negócios ainda pequenos, os jovens sonham alto e almejam crescer profissionalmente e expandir os seus empreendimentos. “Sonho em ter várias barbearias em Goiânia e até mesmo em outras cidades. É um mercado promissor e com grandes chances de crescimento”, diz Luis Junior. Assim como ele, Hyulli Leonardo também pretender ampliar seu negócio futuramente. “Comecei trabalhando na garagem de casa e hoje já atendo meus clientes em um estabelecimento maior e com mais conforto. Espero para o futuro montar mais barbearias e ampliar o números de barbeiros”, ressalta. 

Regiões nobres de Goiânia também contam com barbearias lideradas por jovens e que já estão consolidadas no mercado goianiense. A “Invicttus Barber Club” é uma delas. Localizada no alto do setor Marista, o espaço é comandado pelo empresário Sidney Junior, de 25 anos. Com quatro anos de profissão, o barbeiro decidiu abrir o empreendimento há um ano e, durante esse curto espaço de tempo, conquistou uma vasta clientela, inclusive grandes personalidades do mundo do futebol e da música sertaneja. 


Sidney Junior, 25 anos, abriu há um ano a “Invicttus Barber Club”, no Setor Marista - Foto: Ruber Couto 

Entretanto, segundo o jovem, assim como todo empresário no início de carreira, ele também enfrentou dificuldades, mas não desistiu do sonho. “Tive algumas dificuldades no início, como a escolha do local e a falta de mão de obra qualificada”, disse ressaltando que o segredo para o sucesso de qualquer empreendimento é oferecer um atendimento de qualidade. “Acredito que o segredo do sucesso não está apenas em ser bom para cortar cabelo e sim em fazer o cliente ter uma experiência única e diferente do que já teve. Tentar ao máximo conquistar a amizade, mas acima de tudo entregar os projetos e planos a Deus e deixá-lo guiar”, pontua. 

Assim como os jovens empresários, Hyulli e Luis Junior, Sidney Júnior também projeta expandir seu negócio, inclusive, para o mercado exterior. “Tenho como objetivo ampliação da barbearia e planos de franquias para dentro e fora do país, com foco principal no mercado americano”, diz o empresário. 

Inovação

Atualmente, os serviços encontrados no interior de uma barbearia vai muito além do corte de cabelo ou barba. Modernas e com várias opções de entretenimento, justamente, por estarem sob o comando de jovens, muitos estabelecimentos já contam com espaço para jogos, como mesa de sinuca e fliperama e, até mesmo, bebidas e drinks. De acordo com o analisa do Sebrae Goiás, Israel Witcovisk, essa é uma das principais características das barbearias lideradas por empresários jovens.

“Aquelas pessoas que procuram uma barbearia hoje, também buscam um ambiente de entretenimento e descontração, por isso os empresários jovens estão investindo em uma boa fachada, em jogos e, até mesmo, em bebidas. Os homens que procuram este tipo de estabelecimento podem jogar sinuca, ver futebol na televisão, sem se preocuparem, muitas vezes, com o tempo de espera e isso atrai o cliente”, explica.

O analista diz ainda que o segmento ganha cada vez mais protagonismo no mercado da beleza, tanto em âmbito regional quanto nacional.  “Em Goiânia e em todo o Estado de Goiás, o mercado da beleza só perde para os ramos de alimentação e vestuário e, geralmente, a faixa etária daqueles que estão investindo nesse setor está entre os 23 e 33 anos. Realmente hoje o mercado de barbearias é uma verdadeira explosão, não só em Goiânia, mas em todo o Brasil”, afirma. 

Capacitação

É notório o crescimento do empreendedorismo jovem no Brasil. Estima-se que, hoje, aproximadamente 7 milhões de brasileiros com idades entre 18 e 24 anos possuem algum tipo de empreendimento e a tendência é de que esse número cresça ainda mais nos próximos anos. Muito desses jovens que almejam abrir o seu próprio negócio buscam orientações profissionais e cursos profissionalizantes, como o curso de barbeiros, por exemplo. 

De acordo com a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL) Jovem, Gabriela Moreira, o primeiro passo para quem deseja investir em um negócio próprio é a informação. Segundo ela, a entidade tem oferecido esse suporte para os jovens que buscam empreender em Goiás. “A CDL Jovem, através de sua Escola de Negócios, tem auxiliado os jovens com informações, orientando todos eles no desenvolvimento de negócios. Vejo que o primeiro desafio para quem quer empreender, seja no ramo de barbearias ou qualquer outra área, é justamente a orientação e por isso temos dado suporte a estes jovens”, enfatiza. 


Gabriela Moreira é presidente da CDL Jovem de Goiânia - Foto: Divulgação

Ela também explica que o advento do empreendedorismo jovem ganhou força a partir da crise política, que acabou despertando em muitos jovens o desejo de abrir o próprio negócio. “Com o aumento da crise política e financeira no Brasil, muitos jovens acabaram ficando desempregados e, a partir daí, descobriram algum talento. A escassez do mercado de trabalho acaba fazendo com que esses jovens inovem e desenvolvam suas aptidões e a CDL Jovem tem focado muito nesses novos talentos”, conclui.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar