Economia

Agronegócio é responsável por quase 80% das exportações de Goiás em 2020

Postado em: 08-01-2021 às 12h48
Soja e carne bovina foram os produtos mais exportados pelo Estado no ano | Foto: Divulgação/Seapa

Luan Monteiro

A agronegócio goiano se destacou em 2020, representando 78.1% das exportações do Estado no ano e colocou Goiás como um dos principais mercados agrícolas e pecuários do mundo.

Nos doze meses do ano passado, o setor somou quase US$ 6,34 bilhões em exportações, o que representa 78,1% do total comercializado pelo Estado, de US$ 8,11 bilhões, segundo dados do Ministério da Economia que foram analisados pela Gerência de Inteligência de Mercado da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seapa).

Os maiores destaques econômicos do ano foram para a soja, responsável por 51,99% das exportações, a carne bovina (19,15%), e o milho (10,3%).

De acordo com o titular da Seapa, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, a produção goiana é de qualidade e isso torna o Estado competitivo e reconhecido no cenário internacional. “Apesar dos desafios causados pela pandemia, não paramos nossas atividades e somos exemplo para outros setores da economia. Isso se reflete em produção, produtividade, comercialização e exportação”. Ele acrescenta que o Governo de Goiás tem trabalhado exatamente para fortalecer todas as cadeias produtivas e ampliar a pauta de exportação no Estado. “Com isso, é possível permitir acesso de outras culturas ao mercado estrangeiro, criar oportunidades de emprego, além de gerar renda para milhares de famílias goianas”, acrescenta. 

Para o secretário, é necessário fortalecer mais cadeias produtivas “É preciso fortalecer mais as cadeias produtivas para expandir mercado para além das fronteiras do nosso País. O foco do governo tem sido e será de fomentar políticas públicas que possam permitir a diversificação dos produtos a serem exportados pelo nosso Estado”, finaliza. 

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar