29 de abril de 2017 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Esportes
17/04/2017 | 08h00
Goiás coleciona vitória sobre o Atlético
Alviverde vence a terceira partida consecutiva sobre o rival em 2017 e abre vantagem para chegar à decisão do Goianão

Edivaldo Barbosa

O Goiás foi inteligente e soube neutralizar as ações do Atlético no clássico de ontem à tarde, no Serra Dourada, o primeiro pela semifinal do Campeonato Goiano. A vitória por 2 a 1 deixa o alviverde em vantagem sobre o rival para chegar à final do Goianão. Para decidir o título com o classificado de Vila Nova x Aparecidense, basta o time esmeraldino empatar com o rubro-negro no próximo domingo, 24, também no Serra Dourada.

Além de abrir vantagem, o Goiás comemora o fato de não perder para o Atlético nesta temporada. Contabilizando com o clássico de ontem, são três vitórias. Na fase classificatória, o time esmeraldino venceu por 1 a 0 e 2 a 1. Ontem, ganhou pelo o placar de 2 a 1 e segue, portanto, com 100% de aproveitamento. Para chegar à decisão, o Atlético precisa vencer por dois gols de diferença. Resultado de 1 a 0 ou 2 a 1 pró-rubro-negro leva a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis.

No duelo deste domingo, Patrick abriu o placar para os esmeraldinos. Júnior Viçosa empatou e Tiago Luís, nos minutos finais, garantiu a vitória para o Goiás, que antes do segundo e último jogo pela semifinal do Goianão, jogará com o Fluminense pela quarta fase da Copa do Brasil.

O jogo

Mesmo debaixo de sol quente, a partida começou com os rivais procurando o gol a todo instante. A primeira boa oportunidade, contudo,  somente aconteceu aos 5 minutos, quando Tiago Luís chutou de bico e quase surpreende o goleiro Kléver. Dois minutos depios, Daniel Borges cruzou na área e quase o zagueiro Fábio Sanches marca contra ao cabecear a bola.

Apesar do jogo movimentado no meio-campo, rubro-negros e esmeraldinos encontravam dificuldade para romper a marcação. O Goiás tentava chegar através de lançamento de longe distância, porém sem grande êxito. O Atlético não conseguia superar a marcação do alviverde. Aos 12, Carlos Eduardo arriscou de fora da área e a bola foi para fora. No minuto seguinte, Wanderson tentou chegar pela esquerda, mas foi desarmado pela defesa do alviverde.

Após a parada técnica, os semifinalistas decidiram ser mais ousados. O alviverde passou a explorar as jogadas pelos lados do campo e o Atlético buscava surpreender o alviverde através de lançamento de longa distância. Uma confusão na arquibancada envolvendo torcedores ofuscou um pouco o brilho do clássico. A Polícia Militar agiu rapidamente e conteve os brigões em um dos túneis da arquibancada do Serra Dourada.

O gol esmeraldino aconteceu aos 38, quando Patrick aproveitou falha de marcação dos atleticanos, ganhou a jogada pela esquerda e bateu cruzado, no contrapé de Kléver – Goiás 1 a 0. Patrick, aos 40, desperdiçou a chance ao chutar por cima. Aos 43, Jorginho deixou escapar a bola e Willians obrigou o goleiro Marcelo Rangel a fazer grande defesa. O camisa 1 espalmou para escanteio.

O Atlético voltou com uma postura mais agressiva para a etapa final. Acatando orientação do técnico Marcelo Cabo, o rubro-negro passou a explorar as jogadas pelos flancos. A iniciativa deu certo. Júnior Viçosa, com isso, teve mais liberdade e passou a incomodar a defesa do alviverde. De tanto insistir, abriu o placar. O camisa 9 aproveitou cruzamento na área e fez de cabeça – 1 a 1. Na comemoração próxima à torcida do Goiás, o atleticano quase foi atingido com um copo d’água.

Apesar de mais acesso na partida, o rubro-negro não conseguia converter o seu futebol em gol. E pagou caro por isso. O Goiás, que valoriza mais a marcação, conseguiu marcar o gol aos 40 minutos. Em jogada rápida, Tiago Luís recebeu lançamento e bateu no canto, fora do alcance do goleiro Kléver, que mesmo se esticando todo, não conseguiu evitar o gol alviverde.

Com a vantagem no placar, o alviverde valorizou a marcação e soube conter o ímpeto do adversário até o final do clássico. No último minuto do jogo, porém, o lateral Hélder atingiu o jogador Bruno Pacheco e foi expulso. Com isso, o jogador esmeraldino desfalca a equipe do próximo domingo. 

Ficha Técnica:

Jogo: Atlético 1 x 2 Goiás 

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Árbitro: Bruno Rezende. Assistentes: Bruno Pires (Fifa) e Leone Carvalho. Gols: Patrick, aos 38 do primeiro tempo; Júnior Viçosa, aos 10, e Tiago Luís, aos 40 do segundo tempo. Expulsão: Hélder, aos 45 do segundo tempo. Renda: R$ 91.685,00. Público pagante: 4.294 

Atlético: Kléver; Daniel Borges, Bonfim, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Abuda e Betinho (Silva); Willians, Jorginho e Wanderson (Negueba); Júnior Viçosa (João Pedro). 

Técnico: Marcelo Cabo. 

Goiás: Marcelo Rangel; Helder, Fábio Sanches, Everton Sena e Patrick; Léo Sena, Victor Bolt (Jeferson), Jean Carlos (Aylon) e Tiago Luis; Carlos Eduardo e Léo Gamalho (Otacildo). 

Técnico: Sílvio Criciúma 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)