20 de junho de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Campeonato
12/03/2018 | 06h00
Em jogo quente, Atlético derruba o Goiás no Serra
Com o placar de 1 a 0, o Dragão ressurgiu no Goianão e depende somente de si para se classificar às semifinais

Luiz Felipe Mendes*


Pela 13ª rodada do Campeonato Goiano, o Atlético venceu o Goiás e conquistou três pontos importantes para a sequência do torneio. Com o resultado, o Dragão chegou aos 18 pontos, apenas um atrás do quarto colocado, o Grêmio Anápolis. Se vencer as próximas duas partidas, o Atlético se classifica.

O único gol do confronto foi marcado pelo meia Tomas Bastos, em bela cobrança de falta. O jogo foi marcado também por incríveis cinco expulsões, três do lado alviverde e duas do lado rubro-negro. Na próxima rodada, o Atlético pega a Anapolina, em confronto direto pela classificação. Já o Goiás enfrenta o Iporá. 


O jogo

O clássico foi elétrico desde o primeiro minuto de jogo. Os dois times tomavam a iniciativa, mesmo com um Goiás já classificado. A primeira oportunidade de perigo foi esmeraldina, com Júnior Viçosa finalizando com perigo de fora da área. Kléver fez ótima defesa. Aos 13, uma notícia ruim para o Atlético: o lateral Lucas Rocha sentiu e teve que ser substituído, para a entrada de Diego Valderrama. O defensor saiu de campo aos prantos.

Cinco minutos depois, mais uma chance alviverde. O atacante Michael serviu o lateral Breno, que chutou cruzado. A bola passou a centímetros da trave defendida por Kléver. Aos 20 viria a resposta. Tomas Bastos cobrou escanteio na cabeça de Rômulo, que testou para o travessão, agitando a torcida rubro-negra.

Aos 30 minutos do primeiro tempo, um sinal do que estava por vir no final da segunda etapa. Quatro jogadores amarelados em sequência - Raphael Silva, Júlio César, Alex Silva e João Afonso. Dez minutos após a sequência de cartões, quase o Atlético abre o placar, em chute de Júlio César.

Na volta do intervalo, o Dragão começou melhor. A primeira chance do segundo tempo veio com o garoto Cristhyan, que finalizou em cima do goleiro Paulo Henrique, que havia entrado no lugar de Marcelo Rangel. Aos 6’, mais um cartão amarelo no jogo, desta vez para Breno, que derrubou Cristhyan na entrada da área. Tomas Bastos foi para a bola e cobrou, sem chances para o goleiro. 1 a 0 para o Atlético.

O jogo ficou ainda mais movimentado, com Kléver fazendo boas defesas. O Atlético também buscava ampliar, mas sem sucesso. Aos 15, Raphael Silva tomou o segundo amarelo e foi expulso, deixando os mandantes com um a mais. Valderrama também levou um amarelo pouco tempo depois, e desfalcará o time de Cláudio Tencati na próxima rodada, assim como Tomas Bastos.

O embate pegou fogo nos minutos finais. Aos 42, o volante Rômulo tomou o segundo amarelo e deixou a partida mais cedo. Na sequência, Léo Sena fez falta violenta em Élder Santana e levou o vermelho direto. Os ânimos se exaltaram, e o juiz colocou para fora Giovanni e Bruno Santos, que participaram do princípio de confusão. A partida foi encerrada com um clima tenso, mas de comemoração por parte dos atleticanos. (*Luiz Felipe Mendes é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje) 


Ficha técnica 

Atlético 1 x 0 Goiás 

Local: Estádio Serra Dourada, domingo, às 17 horas, em Goiânia. Árbitro: Bruno Rezende. Assistentes: Bruno Pires (Fifa) e Cleyton Pereira. Gol: Tomas Bastos, aos 7’ do 2º tempo. Expulsões: Raphael Silva, aos 15’ do 2º tempo. Rômulo, aos 41’ do 2º tempo. Léo Sena, aos 43’ do 2º tempo. Bruno Santos, aos 44’ do 2º tempo. Giovanni, aos 44’ do 2º tempo. Público: 3.732 pagantes e 4.944 presentes. Renda: R$ 54.140,00 


Atlético: Kléver; Lucas Rocha (Valderrama), William Alves, René e Bruno Santos; Rodrigo, Rômulo, Cristhyan (Élder Santana) e Tomas Bastos; Júlio César e Tito (Joanderson)

Técnico: Cláudio Tencati


Goiás: Marcelo Rangel (Paulo Henrique); Alex Silva, David Duarte, Raphael Silva e Breno; Rezende (Giovanni), João Afonso e Léo Sena; Felipe Garcia (Eduardo Brock), Júnior Viçosa e Michael

Técnico: Hélio dos Anjos 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)