15 de dezembro de 2018 - sábado

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Copa do Mundo
05/07/2018 | 06h00
Brasil se despede de Sochi e vai para Kazan em busca da vitória
Delegação brasileira chega hoje no palco da partida de amanhã contra a Bélgica, pelas quartas de final da Copa do Mundo

Luiz Felipe Mendes*


Aseleção brasileira só tem um objetivo pela frente: a conquista do hexacampeonato. Para isso, precisa subir mais um degrau na escadaria que leva à grande final da Copa do Mundo. Pelas quartas de final, o Brasil vai encarar a Bélgica amanhã, na Arena Kazan. Antes disso, porém, o técnico Tite faz os ajustes finais para preparar a equipe da melhor maneira possível para poder se classificar, despedindo-se enfim da cidade de Sochi.

O adversário da vez reúne jogadores talentosos e de bastante potencial na Europa. Entre os destaques, estão os meias Hazard e De Bruyne e o goleiro Courtois, mas o elenco é recheado de alternativas de qualidade. Com a alcunha de melhor geração belga da história, a Bélgica tem uma história modesta na Copa do Mundo; a única campanha de destaque foi em 1986, quando alcançaram o quarto lugar. Porém, a seleção deles chega como uma das favoritas a conquistar o título inédito, de acordo com o atacante Willian.

No esquadrão inglês do Chelsea, o camisa 19 brasileiro e o camisa 10 belga, Eden Hazard, atuam juntos e são bons amigos. Além disso, Courtois também joga por lá. Assim, Willian ressalta a necessidade de ter cuidado com os rivais, os quais já demonstraram que podem chegar longe. “São grandes jogadores, alguns jogam comigo no Chelsea. Difícil achar um ponto fraco no Courtois, goleiro muito alto. O Hazard é muito bom. Vamos ver a melhor maneira de atacar e marcar a Bélgica. Não tem jogo fácil, vai ser mais um adversário difícil”, analisou.

A delegação brasileira chega hoje em Kazan para o confronto decisivo de amanhã. Desde o início da Copa, a seleção havia ficado hospedada na cidade de Sochi, mas agora ficará nos palcos dos respectivos jogos. Se eliminar a Bélgica, viaja para São Petersburgo e treina por lá. Se chegar à final, estaciona em Moscou. Com todos os jogadores confirmados como opção na próxima partida, o Brasil chega forte para as quartas de final, mesmo tendo um compromisso particularmente complicado.

O único que treinou separado no último dia de atividades em Sochi foi Paulinho. O volante se desgastou fisicamente e a comissão técnica optou por estender seu treino regenerativo, mas ele não deve ser um problema para a tarde de amanhã, às 15 horas. O atacante Douglas Costa se recuperou de lesão na coxa e vai ficar no banco de reservas, assim como o lateral-direito Danilo. Pelo lado esquerdo, Marcelo também está disponível, e há grande possibilidade dele retornar na posição de Filipe Luís, mesmo que este tenha feito atuações seguras. 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)