14 de agosto de 2018 - terça-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Campeonato
07/08/2018 | 06h00
Vila visita o Avaí em confronto dos números pela Série B
Terceiro melhor visitante da Série B mede forças com o quarto pior mandante em duelo direto pela parte de cima da tabela

Capitão, Wesley Matos vai liderar os titulares do Tigre em importante confronto

Luiz Felipe Mendes*

Avaí x Vila Nova é um duelo de semelhanças. Abrindo o segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, as equipes possuem um fator em comum que pode influenciar no resultado da partida de hoje, às 19h15, no Estádio da Ressacada: o aproveitamento como mandante e visitante. Dentro de seus domínios, os dois são uns dos piores da competição; fora, são exemplos dos melhores. Melhor teoricamente para o Tigre, que já está em Florianópolis.

O alvirrubro goiano disputou nove embates em casa, com três vitórias, cinco empates e uma derrota, um aproveitamento de 51,85% que deixou o Vila Nova com a oitava pior marca entre os 20 clubes da segunda divisão neste quesito. Para se ter uma ideia do baixo rendimento, antes de triunfar sobre o São Bento no sábado passado, o Tigre havia vencido no Serra Dourada pela última vez no começo de maio. Como visitante, o time liderado por Hemerson Maria é o terceiro melhor, com dez partidas, cinco vitórias, um empate e quatro derrotas, um aproveitamento de 53,33%.

O Avaí, a exemplo dos adversários de hoje, são mais eficientes fora de seu território. Os catarinenses são simplesmente os melhores da Série B fora de casa, com cinco vitórias, três empates e duas derrotas em dez jogos, um total de 60% de aproveitamento. Dentro de casa as coisas são bem diferentes: o Leão da Ilha é o quarto pior, com apenas dois triunfos, cinco empates e dois resultados negativos, amargando fracos 40,74% de aproveitamento para uma equipe que quer o acesso para a Série A.

Na rodada inicial do primeiro turno, quem se deu melhor foi o Vila Nova. Naquela ocasião, o atacante Mateus Anderson foi o autor do único gol do jogo, o qual ocasionou os primeiros três pontos colorados na edição de 2018 da Série B. Agora, o terceiro melhor visitante pega o quarto pior mandante, um elemento que pode pesar em vantagem do alvirrubro. Enquanto o Vila vem de uma vitória, o Avaí empatou com a Ponte Preta em 2 a 2 na última vez que entrou em campo. Nos últimos quatro compromissos, inclusive, os catarinenses empataram todos.

Avaí x Vila Nova marca a primeira vez que a bola rola na segunda metade do campeonato de pontos corridos. No momento, o Leão está em sétimo, com 29 pontos, enquanto o Tigre está em terceiro, dentro do G-4, dono de um pontinho a mais. Adversários diretos na parte de cima da tabela de classificação, um resultado positivo para qualquer lado é um ótimo ponto de partida para fazer o melhor segundo turno possível e assim conquistar a vaga para a Série A do ano que vem.

Homenagem

Por meio de suas redes sociais, o Vila homenageou o ex-jogador Robston, que se aposentou na semana passada aos 36 anos. O agora ex-volante defendeu as cores vilanovenses entre 2013 e 2016, sendo importante no retorno à Série B do Brasileiro e a primeira divisão do Goianão. A mensagem de seu ex-clube foi a seguinte: “OBRIGADO, ROBSTON! Somos gratos por ter honrado o nosso manto e por escrito sua vitoriosa história também no Tigrão. Agora, fora das 4 linhas, desejamos que continue tendo sucesso e levando alegria por onde for. Tem que respeitar o capitão!”. 

Ficha técnica 

Avaí x Vila Nova 

Local: Estádio da Ressacada, hoje, às 19h15, em Florianópolis-SC. Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/Rio de Janeiro). Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (Rio de Janeiro) e Thiago Gomes Magalhães (Rio de Janeiro) 

Avaí: Aranha; Airton, Marquinhos Silva e Betão; Guga, Judson, Pedro Castro, Renato e João Paulo; Rômulo e Rodrigão (Getúlio). 

Técnico: Geninho

Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Moacir, Wellington Reis, Mateus Anderson, Alan Mineiro e Vinícius Leite; Alex Henrique. 

Técnico: Hemerson Maria 

Tópicos:

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)