16 de dezembro de 2018 - domingo

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
Vôlei de Praia
10/10/2018 | 17h20
Três duplas do Brasil avançam para torneio principal de Yangzhou
Na modalidade feminina, seis duplas no total serão as representantes brasileiras na faixa principal do Circuito Mundial, enquanto a masculina terá três

Foto: Getty Image/FIVB

Luiz Felipe Mendes

Começou mais uma etapa do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Em Yangzhou, na China, três duplas que representam o Brasil conseguiram se classificar para o torneio principal, o qual começa hoje. Ana Patrícia/Rebecca, Ângela/Carol Horta e Tainá/Victória foram as vitoriosas, enquanto Oscar e Luciano, na modalidade masculina, não conseguiram avançar e ficaram pelo caminho. Agora no torneio principal, seis duplas femininas jogam pelas cores nacionais, enquanto no masculino serão três duplas.

A fase de hoje do Circuito Mundial começou com uma etapa classificatória, das duplas que figuram mais embaixo no ranking geral. Ana Patrícia, de Minas Gerais, e Rebeca, do Ceará, passaram por cima das canadenses Cruickshank e Dunn-Suen. Ângela, do Distrito Federal, e Carol Horta, do Ceará, bateram Kubickova e Kvapilova, da República Checa, enquanto Tainá, de Sergipe, e Victoria, do Mato Grosso do Sul, venceram as japonesas Sakurako e Miyagawa. Todos os placares foram fechados em 2 sets a 0. Na única disputa masculina do dia, o carioca Oscar e o capixaba Luciano perderam por 2 a 0 para os ucranianos Popov e Gordieiev.

Agora no torneio principal, as duplas classificadas na modalidade feminina se juntam a Bárbara Seixas/Fernanda Berti, Josi/Lili e Maria Clara/Elize Maia. Na masculina, estão classificados Pedro Solberg/Bruno Schmidt, Alison/André Stein e Guto/Saymon. 

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)