24 de abril de 2019 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Esporte
fla x flu
12-04-2019 | 16h55
Flamengo assina permissão de uso do Maracanã
A gestão será compartilhada com o Fluminense

O governo do Rio de Janeiro assinou nesta sexta-feira (12) a permissão de uso temporária do estádio do Maracanã ao Flamengo, que dividirá a gestão com o Fluminense.

A permissão vai vigorar por 180 dias, podendo ser prorrogada por mais 180. Nesse período, o estado vai preparar um edital para a concessão definitiva do estádio. As mudanças na administração do Maracanã começaram em 18 de março, quando o governo anunciou que cancelaria a concessão ao Consórcio Maracanã S/A.

Na cerimônia de assinatura, o governador Wilson Witzel disse que a mudança vai aumentar a renda dos clubes em jogos no estádio. "O mandante fica com a bilheteria e mais a arrecadação da alimentação e das bebidas. Isso é bom para todos os clubes. Todos os que estiverem ali jogando estarão sendo beneficiados".

O termo de permissão de uso incluiria o Fluminense também, mas o clube não tinha as Certidões Negativas de Débito para receber a permissão. Na cerimônia, o governador chegou a dizer que o responsável pela gestão era o Flamengo. "Vou cobrar do Flamengo", acrescentou. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, disse, no entanto, que os clubes vão dividir os custos e a gestão de forma igualitária.

"O governo fez algo que há muito tempo é a aspiração dos torcedores do Rio de Janeiro, que é entregar o estádio a quem tem público e que leva público ao estádio", disse Landim

O presidente do Fluminense, Pedro Adad, explicou que as dívidas que impediram a obtenção da certidão já foram levantadas e os recursos para quitá-las estão sendo reservados. "Assim que a gente apresentar a documentação, a gente passa juridicamente à mesma situação de permissionário", disse, acrescentando que o novo modelo vai beneficiar todos os clubes. "Não só Flamengo e Fluminense, mas Vasco e Botafogo também estão mais do que convidados. Eles também construíram a história do Maracanã".

O Maracanã também servirá de sede para a Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude e para a Secretaria Estadual de Turismo. O governo pretende reforçar a atratividade turística do Maracanã e divulgar cidades do interior nos espaços de convivência do estádio durante as partidas. (Agência Brasil)

(62) 3095-8700