Segunda-feira, 21 de outubro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Com dois pênaltis marcados Vila Nova vence o Bragantino-PA

Postado em: 16-04-2019 às 22h20
Clube colorado joga melhor e leva vantagem para a partida de volta na Copa do Brasil


Foto: Felipe André / O Hoje 

Felipe André

O Vila Nova deu um passo importante em direção a quarta fase da Copa do Brasil, o clube colorado venceu por 2 a 0 o Bragantino-PA, com gols de Danilo e Rafael Silva, ambos de pênalti. Para a partida de volta que acontece neste sábado (20) no Estádio Mangueirão, em Belém, o time goiano pode perder por até um gol de diferença que ainda avança. Se a equipe paraense vencer por dois gols de diferença, a vaga será definida nos pênaltis.

Com o time eliminado do Campeonato Goiano, a torcida do Vila Nova preparou uma grande festa para essa partida e compareceu em peso, no total 9.231 compareceram no Estádio Olímpico que teve direito a fumaça vermelha e homenagem para o zagueiro e capitão colorado Wesley Matos, que completou seu 100º jogo com a camisa colorada e recebeu uma placa antes da partida iniciar.

A torcida do Vila Nova antes da partida iniciar escolheu seus dois favoritos, Rafael Santos e Wesley Matos tiveram seus nomes aplaudidos durante a escalação anunciada pelo locutor do estádio. Danilo foi um dos jogadores em que a torcida ficou em silêncio, o que não favoreceu o lado do jogador quando nos primeiros lances da partida o camisa 20 atrasou o ataque e deu um passe para trás.

Mas no futebol tudo pode mudar e dessa vez não demorou muito. Com 5 minutos após um cruzamento do lado esquerdo do ataque colorado, Danilo em um lance bem duvidoso caiu na área e o árbitro marcou a penalidade, o próprio jogador cobrou no alto e abriu o placar para os donos da casa. Foi o segundo gol do meio-campista na competição.

A pressão vilanovense foi grande e após um erro da zaga do Bragantino-PA na saída de bola, a bola sobrou para Danilo que cruzou na medida para Rafael Silva que completamente sozinho só teve o trabalho de cabecear fora do alcance do goleiro Axel, festa da torcida, mas o bandeirinha assinou impedimento gerando uma grande revolta no Estádio Olímpico.

Aos 20 minutos Danilo sentiu a parte posterior da coxa e caiu no gramado, precisando ser substituído por Michel Douglas. O clube colorado perdeu a armação na equipe, mas ganhou mais um homem de área, o problema foi a sequência de cruzamentos errados por parte dos dois laterais do Vila Nova.

O Bragantino-PA não conseguiu assustar os donos da casa na primeira etapa e o Tigrão ainda viu Michel Douglas errar uma chance clara de ampliar o placar. Após Juninho finalizar e a bola acertar a trave, ela voltou nos pés de Michel Douglas que completamente sozinho e com o goleiro adversário caído conseguiu mandar por cima do travessão.

Na segunda etapa o Vila Nova voltou com menos intensidade do que na primeira etapa, enquanto o Bragantino-PA tentava sair para o jogo, mas esbarrava na falta de qualidade técnica, não levou perigo para o goleiro Rafael Santos.

A partida seguia morna, com poucas chances, até que Facundo Boné recebeu um passe na grande área e foi atropelado, o árbitro marcou a segunda penalidade da noite. Sem Danilo, Rafael Silva pegou a bola e deslocou Axel, ampliando o placar para a festa da torcida colorada presente no Estádio Olímpico.

Nos minutos finais a equipe visitante estava completamente entregue e sem poder de reação, visivelmente com desgaste físico. Porém o Vila Nova não conseguiu criar mais oportunidades, mas ainda assustou o goleiro adversário após um cruzamento de Felipe Rodrigues ir em direção ao gol e quase surpreender o arqueiro.

FICHA TÉCNICA
Vila Nova 2x0 Bragantino-PA

Data: 16 de abril, 2019
Horário: 20h (horário de Brasília)
Local: Estádio Olímpico, Goiânia

Gols: Danilo e Rafael Silva (Vila Nova)

Vila Nova: Rafael Santos; Felipe Rodrigues, Philipe Maia, Wesley Matos e Helder; Ramon, Neto Moura e Danilo (Michel Douglas); Capixaba (Joseph), Rafael Silva e Juninho (Facundo Boné). Técnico: Eduardo Baptista

Bragantino-PA: Axel; Bruno Limão, Romário, Gabriel e Esquerdinha; Capanema (Kaike), Lukinha (Keoma), Paulo de Tarcio e Marco Goiano; Mauro Praia (Wilker) e Fidelis. Técnico: Samuel Candido 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar