Segunda-feira, 22 de julho de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Wesley Matos fala pela primeira vez após renovação

Postado em: 11-07-2019 as 16h15
Capitão vilanovense comentou livremente sobre os desdobramentos de sua negociação com o clube goiano - Foto: Comunicação/Vila Nova

Luiz Felipe Mendes

Poucas coisas no futebol são unanimidade. Na defesa do Vila Nova, contudo, a presença de Wesley Matos é algo incontestável pela comissão técnica e pela torcida. O zagueiro e capitão do Tigre renovou seu contrato nesta semana até o final de 2020, após ter recebido proposta do Avaí. Garantido na sequência da temporada, o experiente atleta de 33 anos soltou o verbo em sua primeira entrevista coletiva após o acordo com a diretoria colorada.

“Fico feliz pelo reconhecimento do presidente (Ecival Martins) e do Sidiclei Menezes (diretor de futebol) e foi uma conversa tranquila. Sou feliz no Vila Nova. Quero fazer história”, afirmou com contundência o jogador. Wesley Matos chegou ao Vila em 2017 e, mesmo depois de ter vestido a camisa do principal rival, ganhou os torcedores em pouco tempo. Naquele ano, participou de 52 partidas do time e ainda marcou cinco gols. No começo do ano passado, foi para a Ponte Preta, mas não demorou muito até retornar a Goiânia.

Em 2018, fez 33 jogos e balançou as redes uma vez. Na atual temporada, entrou em campo 20 vezes e fez dois gols. Perguntado sobre seu status no clube, ele foi veemente. “As pessoas me cogitam como ídolo. Não sou ídolo, não conquistei nada, preciso conquistar algo para ter o reconhecimento profissional aqui dentro. É isso que vou buscar com mais responsabilidade, estou muito feliz, motivado, minha família também. Vou agarrar com unhas e dentes mais uma oportunidade”, comentou. Titular absoluto na equipe do técnico Eduardo Baptista, ele só deixa de estar na escalação inicial quando se machuca ou é suspenso.

Wesley Matos também aproveitou o espaço para fazer críticas àqueles que o julgaram. “O que eu falar às vezes não muda a opinião de ninguém. Quem me conhece pessoalmente e está comigo no dia a dia sabe da minha verdade. Fui chamado de ‘moça’ e o Vila de ‘namorado’, que chegou com a aliança. Falaram que fiz isso para aumentar meu salário. Quem não quer ser valorizado? Alguém se colocou no meu lugar? Até vocês (imprensa), se vem uma empresa de maior porte, o cara balança. Nunca tinha acontecido isso comigo, foi algo que me balançou. Fico feliz pelo clube ter me valorizado, gosto daqui, foi uma conversa tranquila”, analisou. Neste sábado (13), a partir de 16h30, o Vila Nova de Wesley Matos enfrenta o Atlético em clássico no Estádio Antônio Accioly. O defensor fará dupla de zaga com Diego Jussani, em jogo que é válido pela Série B do Brasileirão.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar