Segunda-feira, 10 de agosto de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Brasil não dá chances ao México e marca seis vezes na Arena Corinthians

Postado em: 12-12-2019 às 23h57
Bia Zaneratto foi o grande destaque da noite, fazendo três gols e capitaneando a vitória da Seleção Feminina - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Luiz Felipe Mendes

No último conjunto de amistosos da temporada, a seleção brasileira mediu forças com as mexicanas na Arena Corinthians e só deu amarelinha. Com três gols de Bia Zaneratto e outros de Debinha, Duda e Millene, o Brasil massacrou o México por 6 a 0 e deu continuidade ao trabalho da treinadora sueca Pia Sundhage, que ainda não perdeu no comando do time. No próximo domingo (15), às 18h30, a equipe volta a enfrentar as norte-americanas no último compromisso do ano.

O jogo

No bairro de Itaquera, na zona leste de São Paulo, as atletas brasileiras se sentiram em casa. Logo na primeira volta do relógio, Andressinha resolveu testar a goleira Emily Alvarado. Aos nove minutos, Duda recebeu de Debinha e mandou uma cavadinha no ângulo, marcando um golaço na noite paulistana, o primeiro dela com a camisa sul-americana. Ainda no primeiro tempo, o Brasil chegou a balançar as redes mais três vezes, mas as duas primeiras foram anuladas. Aos 40, não teve jeito: Debinha deixou a sua marca. As mexicanas ainda tentaram nos acréscimos, mas pararam na trave.

Na segunda etapa, as mandantes novamente iniciaram as ações cedo. O gol, porém, só voltou a sair aos 25. Após lançamento longo e preciso de Andressinha, Gabi Zanotti empurrou de cabeça para o meio da área e Bia Zaneratto completou de joelho. A partir dos 37, a goleada tomou conta. Bia voltou a marcar, chutando no cantinho. Aos 42, ela deu a sua segunda assistência no duelo, encontrando Millene, que não perdoou. Aos 45, fechou uma atuação de gala com um “hat-trick”, mandando de cabeça para o gol depois de outro cruzamento de Andressinha.

Invencibilidade

Desde que Pia Sundhage chegou, a seleção brasileira não perdeu. Goleou a Argentina por 5 a 0, empatou com o Chile, derrubou Inglaterra e Polônia por 2 a 1 e 3 a 1, respectivamente, passou pelo Canadá por 4 a 0 e ficou no empate com a China. As duas igualdades foram de 0 a 0 e valeram títulos de torneios amistosos, o qual o Brasil deixou escapar nas penalidades. Para fechar 2019 sem nenhum revés no comando da Seleção, Pia vai precisar liderar o seu plantel diante das mesmas adversárias desta quinta-feira (12).

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar