Sexta-feira, 10 de julho de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Murilo reforça responsabilidade na volta aos treinos: "Meu papel estou fazendo"

Postado em: 04-06-2020 às 12h40
Murilo Mendes atua no Livorno há quatro anos e espera “mudar a chave” para tirar clube da lanterna da competição após a parada – Foto: Assessoria Livorno

Victor Pimenta

O campeonato italiano retornará e com ele também a segunda divisão da competição nacional. Suspenso desde 09 de março por conta da pandemia do covid-19, ele já tem data para retorno, em 20 de junho, com o duelo entre Torino e Parma, como complemento da 26ª rodada, que ainda terá também Hellas Verona e Cagliari, no mesmo dia.

Quem atua no futebol italiano a quatro anos e conhece bem a competição é o brasileiro Murilo Mendes, que em entrevista ao canal do youtube do 10Centralizados, comentou da volta dos treinamentos no país, respeitando sempre o distanciamento.

“Não estamos podendo ter contato com meus companheiros de equipe. Praticamente os treinos estão sendo em grupos de cinco pessoas, mas afastados um do outro, sem contato nenhum. Então, a situação é delicada no momento, voltando devagarzinho no modo de dizer, mas com todas aquelas características dessa pandemia que estamos sofrendo ainda, mas agora já nessa reta final”, disse o atacante.

Pela serie B do Calcio, o Livorno ocupa a lanterna na classificação com apenas dezoito pontos e tenta buscar nessas últimas rodadas um respiro para continuar na segunda divisão na próxima temporada.

Confira um pouco mais sobre o jogador na entrevista logo a baixo, que o atacante concedeu ao canal 10Centralizados, no estilo ping pong.

10Centralizados: Como tem sido esse retorno aos treinamentos após um longo período treinando em casa e agora nos gramados com os companheiros?

Murilo Mendes: A princípio não estávamos podendo sair de casa, ficamos no total de quase três meses em casa sem poder praticar atividade física, sem correr nem nada. Eles tinham passado um programinha para nós estarmos cumprindo esse programa, eles faziam chamada e vídeos para poder estarmos acompanhando os treinos, mas nada é igual como voltar a treinar. Voltamos a treinar mais a parte física e técnica para voltarmos aos treinos bem devagar, de forma gradual porque agora o risco de lesão depois de tanto tempo parado é muito alto, tendo que tomar também ter todo esse cuidado para voltar o treino devagarzinho, colocar o corpo em dia, mas também, devagar aos poucos 

10Centralizados: Como você está vendo a volta aos treinos, pergunto assim sua opinião pessoal se você está se sentindo segura para treinar, com todos esses protocolos que foram adotados em alguns países, principalmente na Alemanha. Você está se sentindo seguro para jogar?

Murilo Mendes: Seguro e 100% não, até porque você vai treinar e mesmo que o contato até então com um companheiro meu seja pouco, a partir da minha próxima semana já vai começar a treinar todo o grupo, mas mesmo que o contato seja pouco, você não sabe até então a responsabilidade do seu companheiro é a mesma que a sua. Eu sei que meu papel eu estou fazendo bem, estou me resguardando, ficando em casa e tendo o mínimo de contato possível com outras pessoas que a gente não sabe o que estão fazendo, onde estão andando, mas talvez não posso dizer o mesmo de um companheiro meu de equipe, então, 100% seguro acho que é loucura a pessoa dizer, mas é naquela questão, fazendo minha parte e esperando que meus companheiros façam aí porque a gente tem família em casa, a preocupação é sempre grande.

10Centralizados: Como você está vendo a situação na sua cidade? A Itália que foi um dos picos de covid-19, teve todo uma comoção por conta do país, algumas cidades específicas que foram bem afetadas, tendo um alto número de mortes. Como está sendo esse dia-a-dia em relação aos comércios, essa tentativa de voltar ao cotidiano?

Murilo Mendes: Como eu falei antes, aos poucos as coisas aqui estão voltando ao normal. Agora aqui vai se aproximando do verão, então já estou vendo um número grande de pessoas na praia, eu que moro perto da praia, as pessoas com máscaras na praia e é até engraçado. Em relação ao comércio está voltando ao normal aos poucos, sempre que você vai no supermercado ainda tem o controle para deixar entrar as pessoas no supermercado, não pode deixar entrar. Está voltando ao normal, mas ainda tem aquelas restrições.

10Centralizados: Como que você acha que o Livorno deve retornar após essa paralisação?

Murilo Mendes: A gente vinha fazendo um campeonato muito ruim. Foi um ano que o clube quis fazer muitas apostas e acabou não dando certo. A gente sabe que a Série B é um campeonato muito pesado e tem time que investe realmente muito dinheiro, então, se não tiver preparado é complicado de jogar. Pessoalmente para o nosso lado essa parada foi boa, porque o clube não estava indo bem e o tempo te dá possibilidade de pensar o que você errou, o que você pode melhorar, o que você pode fazer de diferente para poder estar ajudando o clube e talvez mudar o esquema tático, o jogador, alguém que estava lesionado para voltar. Não tem como voltar no tempo, mas também pode prejudicar alguns outros clubes que vinham muito bem, em uma sequência boa não vão se encontrar na mesma situação. Para nós do Livorno, essa parada foi boa, porque vai dar tempo para o treinador para tentar colocar os pontinhos nos i’s e organizar a situação para quem sabe até tentar uma coisa que seria extraordinária que é a permanência na Série B.

10Centralizados: Um investidor holandês estaria interessado na compra do Livorno após essa volta do futebol e pretende tirar essa ideia do papel. Você acha que esse é o próximo passo do clube?

Murilo Mendes: Talvez seja sim a solução, até porque o presidente já declarou que está cansado. Ele que é um senhor de idade e ele tem dinheiro para fazer a guerra com o mundo, porque ele é um dos caras mais ricos da Itália, mas cansou de investir no futebol do Livorno, tanto é que foi ele quem levou o clube as glórias, a série a, conquistar uma serie b, então, é um cara que mostrou muito nos primeiros anos aqui para os torcedores e eles esperavam muita expectativa nele e que mantivesse esse nível de futebol, de contratações e depois acabou que não manteve, entrando em confronto com a torcida e eles criticam muitas vezes até mesmo a família. O presidente já se declara cansado e quer vender. O que se fala aqui na Itália é que o investidor está enfrentando alguns problemas judiciais na Holanda e não se sabe se irão confirmar a proposta ao Livorno. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar