Domingo, 09 de agosto de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Figueira vê grupo motivado com amistoso no próximo sábado: “Ninguém vai querer perder”

Postado em: 13-07-2020 às 15h45
Volante (dir.) falou sobre vaga deixada por Sena e destacou seu diferencial - Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

 Victor Pimenta

Ainda com a liberação do decreto que permite o Goiás voltar seus treinamentos em seu próprio Centro de Treinamento, o clube optou por voltar novamente a Trindade, onde treinou por quatro dias na última semana, no CT Wilson Goiano.

Nesta segunda-feira (13) também, tivemos no Goiás um estreante na coletiva. O prata-da-casa Miguel Ferreira, mais conhecido como Figueira, de sua casa, respondeu às perguntas da imprensa, antes de treinar com o Goiás, que realizou suas atividades nesta tarde, em Trindade.

O jogador que nesta temporada atuou mais de meio-campo a pedido de Ney Franco é volante de origem e com a saída de Léo Sena, para o Atlético Mineiro, pode ser recuado e fazer a função do ex-camisa 20. Perguntando sobre os diferenciais que tem em relação ao antigo jogador esmeraldino, ele respondeu.

“Eu tenho essa facilidade de chegar mais na área, porque eu jogava de meio-campo, então tenho mais essa liberdade. Tenho uma passada longa, chuto bem e acho que é isso e tenho esse diferencial mesmo do Sena”, ressaltou o volante.

O Goiás iniciou na última sexta-feira a quarta fase de seu protocolo, que permite os atletas a treinarem todos juntos novamente. O volante vê com bons olhos esse retorno, visando o amistoso que o time enfrentará no próximo sábado, diante do Capital CF.

“Acho importante treinarmos juntos, porque aí ficamos todos no mesmo ritmo, todo mundo treinando bem. Agora que teremos amistosos no sábado, vai ser melhor ainda, porque assim pegamos mais ritmo de jogo”, afirmou Figueira.

Tendo em vista que o Goiás nos dois primeiros amistosos enfrentará times que não tem o mesmo nível das competições que o clube jogará ao longo da temporada, Figueira esclareceu sua preferência, mas vê grupo motivado independente da importância da partida.

“Claro que acho melhor jogar partidas oficiais, mas não acho que sairemos em desvantagem não porque são jogos onde ninguém vai querer perder mesmo que seja amistoso, então, todos vão dar a vida para jogar bem, para mostrar para o professor e creio que não iremos perder muito por não ser jogo oficial, mas acho tranquilo”, disse o jogador esmeraldino.

Apesar de todas as precauções que o governo tem tido no Brasil, o campeonato carioca voltou e com polêmicas. Além do estadual no Rio, o catarinense também a bola voltou a rolar e o paulista e gaúcho podem também ser concluídos antes mesmo do início do Brasileirão. Perguntado sobre o nível de disputa que o Goiás irá enfrentar durante o Brasileiro, por conta da não volta do futebol em Goiás, o jogador se mostrou bastante seguro e que a partida se decide dentro de campo.

“A gente viu recentemente o Fluminense ser campeão da Taça Rio, sendo que estavam treinando somente há vinte dias, ao contrário do Flamengo que já estava treinando a mais tempo. Então, quando a bola rola, são onze contra onze, ninguém pensa no cansaço, na ausência de treinamentos e para mim não tem muita diferença não”, concluiu Figueira.

Neste sábado (18), o Goiás só fará o primeiro dos três amistosos confirmados pelo clube até o momento. Logo após o confronto com o Capital CF que acontecerá às 15h30 no estádio Hailé Pinheiro, o time esmeraldino ainda enfrentará o Brasiliense uma semana depois. No dia 1º de agosto, encara o Cuiabá, no novamente em seu estádio, a Serrinha. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar