Segunda-feira, 28 de setembro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Vila Nova apresenta nova comissão técnica para o Sub-20 e o Brasileiro de Aspirantes

Postado em: 15-09-2020 às 17h30
A novidade veio após o desligamento de Gustavo Nabinger - Foto: Douglas Monteiro/Vila Nova

Luiz Felipe Mendes

Tem mudança nas categorias de base do Vila Nova. De olho no Campeonato Brasileiro de Aspirantes, uma competição sub-23 a nível nacional, o Tigre reestruturou sua comissão técnica e agora Higo Magalhães será o treinador no Brasileirão e na equipe sub-20, substituindo Gustavo Nabinger. O ex-jogador Anderson Ribeiro (antes chamado de Anderson Barbosa) será o auxiliar nas duas categorias.

A participação do Vila no Brasileirão de Aspirantes não era esperada, mas o clube aceitou o convite da CBF após Goiás e Atlético Goianiense desistirem do torneio por conta da pandemia da Covid-19. Higo Magalhães demonstrou empolgação com o desafio, considerando que o grupo sub-20 colorado estava previsto para disputar apenas campeonatos estaduais na atual temporada.

“Acho que a vida em si te gera isto. Você hoje faz planos constantemente para poder se posicionar em uma direção, e de repente dentro dessa direção ela te proporciona uma oportunidade nova para, não vou dizer que estar totalmente preparado, mas já esperando alguma coisa nesse sentido para redirecionar o caminho. O clube está muito entusiasmado com esta oportunidade. Como o Olímpio (Jayme Neto) mesmo afirmou, isto vai trazer uma bagagem enorme para os nossos atletas, eles vão aproveitar muito essa situação em termos de maturidade de jogo”, declarou.

O ex-atacante Anderson Ribeiro será o auxiliar de Higo, e, quando houver choque de horários entre os jogos do Aspirantes e do Sub-20, ele será o treinador principal desta última categoria. Após a Copinha de 2021, Anderson assumirá de vez o papel de comandante do sub-20. O profissional estuda qual estilo de jogo o Tigre deverá apresentar nas competições vindouras. “Ainda é muito cedo, acho que ainda temos que conversar. Eu particularmente ainda tenho de conhecer os jogadores para que possamos assimilar o que for preciso e o que for adquirido de cada atleta, para que a gente possa impor uma posição de esquema de jogo, de como o Vila deverá jogar”, disse ele.

Olímpio Jayme Neto, diretor da base, reafirmou as metas do Vila para o Brasileirão. “A nossa meta principal no Aspirantes é dar bagagem e experiência aos nossos atletas para que possamos atrair novas negociações. O Vila Nova hoje, na Série C, necessita de obter receita para honrar os compromissos em dia. Então, vemos esse torneio como uma vitrine muito importante para negociarmos jogadores”, afirmou.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar